segunda-feira, maio 08, 2006

"De madrugada, antes de dar de comer ao gato, apertou o peito com as mãos para não morrer, e tomou a resolução de esquecer María."

"Só vim fazer um telefonema", Doze Contos Peregrinos, Gabriel García Márquez

JH