quarta-feira, maio 17, 2006

Circular na cidade (parte 2)

Por toda a cidade ouvem-se sirenes, polícias ou bombeiros. E eles passam a toda a hora, cheios de pressa e vêem-se um pouco por toda a cidade. Por isso senti-me segura, apesar de estar sempre rodeada de pessoas estranhas, era frequente ver polícias. E os senhores da autoridade têm um ar respeitável, firmes e seguros de si, apetrechados. E quando há uma “ocorrência”, fazem questão de aparecer vários carros, para fazer mais efeito.

Os táxis amarelos são aos milhares. Assim que chegámos queríamos apanhar um. E pensava eu que era fácil, com tanta oferta e sendo nós indubitavelmente turistas, com as malas do avião. Mas não. Estava a chover e um frio de 7graus, malas pesadas e meio desorientados por ruas desconhecidas. Braço estendido, a vê-los passar. Poucos paravam e recusavam quando sabiam para onde íamos! Mas que raio!... se é longe não é bom para ganhar mais? Depois percebemos, um passou 2ª vez e disse que nos levava. Havendo táxis 24h, pelas 18h era troca de turno e também muito trânsito. Por isso ir para os arredores e apanhar o trânsito para sair e entrar em Manhattan não lhes apetecia. Ah… tá bem.
Mas os táxis são todos regulados, não há cá trafulhice. Estão todos identificados, e uma vez entrados, não podem recusar a volta. Por isso alguns perguntavam antes de entrarmos. E depois sai a factura electrónica automaticamente, com as milhas percorridas e o preço a pagar. Certinho direitinho. A gorjeta depende da nossa satisfação pelo serviço. Apanhámos alguns muito mal dispostos, “ai os arredores é longe”, “o trânsito”. E são quase todos indianos ou paquistaneses, o melting pot portanto.

Os school buses também são amarelos e típicos, o flash deu um efeito estranho!

JM

2 Comments:

At 4:48 da tarde, Blogger Mafi said...

Sabes que na China os taxis também têm uma máquina em que sai um papelito com o valor? Assim, também não há enganos!

 
At 8:39 da tarde, Blogger BraulioEduardoMorera said...

JOANA, DEVERIAS TER ESTUDADO URBANISMO O ARQUITECTURA!!!! ;)

 

Enviar um comentário

<< Home