sexta-feira, setembro 09, 2016

Dubai metro

A rede de metro não tem condutor e é a mais longa do mundo, diz que são 74km, muito moderno, seguro e totalmente automatizado! Todas as estações (com forma de concha para simbolizar a tradição de colheita de pérolas) têm ar condicionado, não se sente o calor da rua, e as paragens vão sendo anunciadas tanto em árabe como em Inglês.

Nem pensar em comer ou mascar pastilha elástica, sempre limpo e pontual, notei que havia maioritariamente viajantes masculinos, mas ninguém se mete ou incomoda. É um melting pot diferente do Europeu, com mais incidência natural do médio oriente e oriente, outras culturas, em modo civilizado e com respeito, pelo que apreendi.
E achei piada ver um daqueles supermercados virtuais onde se podia selecionar os produtos desejados e depois, suponho, ser entregues em casa.


Depois de descobrir o metro, há pouca razão para usar o táxi, nomeadamente no regresso ao aeroporto para a partida, já que fica muito mais barato e ainda se aproveita para ver a paisagem pelo caminho, desértica dos compounds a constrastar com os edifícios enormes, mesquita aqui e ali, espaços comerciais, concessionários automóveis para bolsas milionárias…