sexta-feira, setembro 16, 2016

Dubai Big Bus Tours – p2

Depois de almoçar no Dubai mall, fiquei chateada com a sra do bus anterior que me deu o horário errado para trocar com a linha vermelha, tive de esperar e perder tempo de visita… mas lá continuámos percurso pela zona mais antiga da cidade, passámos à porta do museu do Dubai e saímos para ver o famoso mercado do ouro. Aqui sim, chatinhos o suficiente para não querer entrar em nenhuma loja, passava-se pelas montras para admirar a quantidade desmesurada de ouro em peças demasiado amarelas e vistosas, sem noção do preço que varia consoante o valor do ouro. Supostamente há muitas outras lojas atrás das principais, em corredores pequeninos onde “temos receio que nos tirem um rim”, mas onde há malas, relógios e afins de imitação para quem os quiser adquirir.
O mercado das especiarias era logo ao lado com cheiros e cores encantadoras mas foi o mesmo, chatinhos que não dava vontade nenhuma de entrar ou parar. Mesmo dizendo que não, eles seguem-nos com uma insistência pouco fácil de cortar. Não adorei.
E depois não sabíamos bem onde seria a paragem seguinte do bus, tentámos voltar para trás debaixo de muito calor e perdemos o bus… acabámos por apanhar um táxi fresquinho, que depois não sabia onde era a saída do barco para o cruzeiro no Creek incluído na tour.
Muita corrida e perguntas, algum stress de estar meio perdida no centro histórico, lá demos com o dito, que saiu mais tarde, mas conseguimos descansar enquanto se navegava no barco típico Dhow, de madeira com vela triangular, outrora para colheita de pérolas e pesca.
Contrastes de edifícios, eram grandes na altura da construção quando a cidade começou a alargar dimensões. Pessoas a viver nos barcos, com roupa muito rota estendida, transporte de mercadorias, passagem entre margens. A paisagem fez-me lembrar um bocadinho Macau, com pessoas diferentes e menos encanto…