segunda-feira, maio 22, 2017

RJ – diversos

Voltar após 1 ano dá a oportunidade de relembrar a visita anterior, repetir sítios preferidos e descobrir novos locais, com ou sem planeamento. É engraçado ir caminhando pelas ruas e relembrar locais, lojas, o que se fez no ano anterior, cheiros e sons.
E a comida, pois claro... Ao logo da semana, comi muita fruta, mamão, mangas, bananinhas, anonas/ fruta do conde/ atemóia, melancia, abacaxi... até pêra rocha importada do Oeste!
Barrar tostas com queijo Catupiry, provar iogurtes em forma de coalhada integral ou desnatada, tricar pães de queijo acabados de fazer do Talho Capixaba, ver a diferença dos biscoitos Globo doce e salgado (gosto mais do salgado)...
Do boteco Belmonte levámos pastéis – de feijoada!, de goiaba e catupiry (nham nham) e mais uma dose de arroz de brócos.
Repetimos o CT Boucherie, tinha de ser... a ementa tinha novidades, mais opções de peixe e novos acompanhamentos. Risotto de quinoa! E confirmam-se os preferidos, puré de batata baroa, farofa, puré de maçã e maracujá... arroz maluco, chuchu... foi uma dose carnal que me fez sentir culpada, de contrafilé e filé mignon, nunca comi tanta carne de uma só vez...
Repetimos o Aprazível, desta vez para um Peixe tropical em crosta de farinha de água sobre molho de laranja e beterraba, com arroz de côco, castanha de caju e banana da terra assada. Uma Rainha do Baião, filete com azeite de coentro e pimenta de cheiro sobre creme de bacuri, servido com legítimo de baião-de-dois e quiabo al dente. Para adoçar o espírito, gelado de tapioca com açaí e um leite-creme tradicional. Nunca desilude!
Era para repetir o Zazá mas fechava à 2f, por isso repetimos o Sushi Leblon (que curiosamente também foi o almoço de despedida no ano anterior) e que tinha o prato novo de espetinhos de salmão e líchias, com crispy de gengibre. Que ma-ra-vi-lha!
Nos entretantos, passámos nas Salinas a namorar bikinis e maiôs, namorámos várias peças de Lenny Niemeyer (tomara eu que estivessem com uns meros 50% de desconto para ter um preço mais convidativo), relembrámos o cheiro de borracha e morango das Melissas, levei mais umas Havainas para as amigas, espreitei as novidades da Osklen (que maravilha de ténis baby pink!), e levei mais uns mimos da Granado para as amigas… 
As obras do parque já estavam acabadas e ficou um local agradável para passear e para os miúdos brincarem. O tempo não esteve espectacular, choveu bastante, mas ainda deu para uns 3 mergulhos e relembrar o prazer do Verão com chinelo no pé, praia e roupa leve. O Cristo lá estava em cima do Corcovado. E achei curioso que o “idoso” tenha sinal dedicado, embora não tenha percebido bem a utilização...