sexta-feira, junho 16, 2017

Moscovo Praça Vermelha

Depois da volta turística no metro, tinha a grande expectativa de ver a praça vermelha, com vários edifícios de cor vermelha, pois claro, calçada (aparentemente com pedras vindas da Áustria) e turistas qb.
Houve uma pequena falha na visita que só percebi depois de ter voltado. Não sabia (falta de preparação...) que o mausoléu do Lenin estava lá na praça, por isso não procurei, não vi, passou-me (literalmente) ao lado... Havia uma estrutura a ser desmontada, um palco, provavelmente porque na semana anterior tinham sido feriados importantes, talvez com discursos ou concertos. E de lado também estava vedado... por isso passei, não fotografei, não olhei... numa das fotos consigo ver as barreiras, seria por ali, mas... oops!

Catedral de Kazan, museu do estado, paredes do Kremlin, um centro comercial caríssimo mas num edifício muito bonito, e a catedral de S. Basílio, que tinha um “íman” imediato e tive de me aproximar para ver. É como ver a torre Eiffel pela 1ª vez... um marco de cidade, conhecido pelas fotos e filmes, ao vivo e com muitas cores!
Mas tinha bilhete com hora marcada para o Kremlin, voltei para trás e fui pelos jardins do Alexandrovsky encontrar as bilheteiras.
Turistas no meio das túlipas (até parece que estou na Holanda!), estátua do sr Alexandre e do Vladimir, confirmo que estou em Mockba!
Depois de visitar o Kremlin sai-se para a praça vermelha, e passei no shopping caríssimo com pouca gente, concentrada nas várias bancas/carrinhos de gelados. Dizem que são bons mas não sabia qual era o especial e não apetecia estar na fila...

Muito pouca gente fala inglês, em todo o lado, é um bocado frustrante enquanto turista, mas o meu Russo também não é muito desenvolvido...