sexta-feira, abril 22, 2016

Micropia

Visitar o museu Micropia é descobrir o mundo da microbiologia, da beleza indiscutível da natureza em formas geométricas e composições maravilhosas que a imaginação não seria capaz de as criar.
Com microscópios potentes, podemos ver várias cactérias, vírus, algas, biodiversidade, fermentação... estes micro-organismos estão em todo o lado, a qualquer altura… relembra da “porcaria” que nos acompanha, ou que ajuda ao equilíbrio do próprio corpo. 
A certas horas pode-se ver o laboratório em funcionamento. Comunidades de formigas, musgo, intestino delgado, vários cocós de animais diferentes, incluíndo de bebés com diarreia. Não sugiro ir logo a seguir ao almoço, mas também não se sai de lá com vontade de lanchar :P
As escovas de dentes, os teclados, o dinheiro...  muitas culturas em mostra, fungos e bolores para apreciar. E umas prateleiras com comida e data em que foram ali colocados, fruta podre, pão bolorento, umas cores variadas e, felizmente, sem cheiro para acompanhar. O folheto que nos dão na entrada pode ser carimbado em cada mesa com o desenho dos bichitos que vamos vendo. No fim, fica uma recordação engraçada que se pode analisar numa mesa para relembrar detalhes técnicos e explicativos da presença de cada um.


Entre blhacs e uaus, é uma visita muito elucidativa quanto impressionante. Muito interessante e com risco de ficarmos paranóicos, há que saber viver em harmonia com estes seres pequeníssimos que já cá andavam antes de nós…

1 Comments:

At 8:46 da manhã, Blogger Love Adventure Happiness said...

O meu mundo :D
Uma das mensagens que devias levar é que os micróbios são importantes e não devemos tentar matar tudo porque pode dar asneira... É impossíel viver sem eles!

 

Enviar um comentário

<< Home