terça-feira, maio 05, 2009

Queensday, o dia laranja

Este ano, por restrições de saúde, teve de ser um dia calmo e menos animado.
Só saí de casa já passava do meio-dia e a cidade ainda estava a encher, a maioria teria festejado já na noite anterior.
De qualquer modo, saiu à rua novamente o verniz laranja, a tshirt que não pude usar no ano passado e uns óculos da Hema para ver tudo mais amarelo e iluminado, dava um efeito bestial.

Museumplein estava cheio, ou bem composto, piqueniques, animação, concertos. Estava um tempo bom, sol e céu azul, embora faltasse algum calor.


Almoçamos nos Lusitanos, umas belas sardinhas, muito boas, e caldo verde!
Depois uma incursão pela venda livre para os lados do Hilton onde moram pessoas com outros pertences, mais valiosos e variados. Passagem pelo Vondel onde já estavam quase a terminar as actividades infantis.
Infelizmente não deu para ver a outra parte da cidade, dos canais, Jordaan, onde haveria mais animação e movimento, as pernas já não aguentavam e a cabeça pedia descanso :(

Este ano havia uma regra nova nos barcos, só eram permitidos até 10m e isso levou a que muitos fossem desviados para fora do centro, onde o barulho seria melhor “tolerado”. Mas tirou piada para quem vê de terra, notei muito menos barcos e movimento nos canais, é pena. Mas quem lá andou divertiu-se muito!
A meio da tarde começamos a receber sms de PT com as notícias do acidente na cidade onde estava a Rainha e a família real, um triste episódio, aparentemente acto isolado, mas que antecipou o fim de festejos em alguns pontos.