quinta-feira, maio 14, 2009

Passeio T&T e Frísia (7 e último)


As vilas do caminho não estavam a ter grande piada, nada de fenomenal. Mas queríamos parar em Hindeloopen, conhecido pelas suas pinturas características nos mais variados objectos.

Era Domingo e a maioria das lojas estava fechada, o país fica meio deserto, com excepção do centro nas grandes cidades.
As pinturas fazem-me lembrar o que se encontra no Alentejo. Podem-se construir casas em miniatura. (foto tirada à montra...)

Há de tudo um pouco em vários tamanhos e podem pintar à medida/ por encomenda.

Vistas da vila.

Com marina e motivos marítimos.

Havia o museu do Elfstedentocht, a tal corrida patinada de 11 cidades, que só acontece quando há condições muito geladas nesta zona. Acabámos por não ver o museu, ficámo-nos por umas recordações da Frísia, coisas com riscas azuis e corações vermelhos, saem 2 panos de cozinha!

Uma vista bonita e decidimos pedir para nos tirarem uma foto. A 1ª sra disse que tinha problemas de vista e não conseguia ver bem para tirar. A 2ª sra fez que não tinha ouvido e continuou caminho, mal-educadamente... embora se tivesse percebido que ouviu e entendeu, mesmo que não percebesse, 2 turistas com uma máquina fotográfica... que feitio! E isto sim era o que se falava que podia acontecer em holandeses... principalmente fora das grandes cidades. Não abona a favor deles!

O resto da paisagem era quase sempre verde, estrada abaixo do nível do mar, como é habitual aqui.
Lá encontrámos a bomba de gasolina no aeroporto e entregámos o carro, 538km totais sem riscos nem chatices. Correu bem!