sexta-feira, abril 13, 2018

Restaurante Wolf Atelier

O Wolf Atelier estava na lista há uns tempos, e veio bem-vindo na Restaurant Week. A estrutura do restaurante é engraçada, estranhamente acima do nível do solo, meio na água. A caixinha de boas vindas na mas tinha uma dose pequena de água, um paninho para lavar as mãos, um rebuçado de menta e o menu de aperitivos. 

O menu do jantar era meio surpresa, tentei escrever o que nos diziam, será +- correcto.
Para abrir o apetite, candied potato, Dutch shrimps, rocket mayo.
Entrada foi tartare of Hamachi, green curry, vinaigrette daidai, G&T pastis ice cream. Uma amiga não queria peixe cru e então comeu glazed porkbelly, pumpkin, couscous, sea buckthorn.
Prato de peixe era um lightly cooked seabass, corn, cucumber, daikon, creme de abacate, crocante de alga nori, vinaigrette de chili.
De carnucha veio um fried ribsteak, salsify, silver onion, potato – molho de vinho do Porto, espuma de batata, mayo picadilly e grilled cotê de boeuf
Para sobremesa, banana, pistachio, canela, custard cream, yuzu, white chocolate.
Adorámos, superou expectativas, serviço muito simpático, comidinha boa e variada, ingredientes frescos e de qualidade, bem confecionados, bom para um jantar mais requintado, já que a preços normais será menos convidativo. Menu de 4 pratos a 42.5eur, e de 5 a 48eur, mais bebidas…

E uma nota personalizada, que deve ser a mesma para todos, mas ser escrita à mão dá sempre um toque muito simpático: Thank you for coming to Wolf! Have a nice evening in Amsterdam, team #Wolf atelier
O chef Michael Wolf trabalhou com o Sergio Hermans (3 * Michelin) no Oude Sluis, sobre o qual vi um documentário muito interessante.
E adicionei à lista experimentar o Tartar-ia Prinz Wolf…