sexta-feira, março 27, 2009

Restaurante Specktakel

Depois de descobrir que o 5º sabor era o umami, tinha de experimentar ao vivo e comprovar a diferença!
O Specktakel apregoa ter pratos com esse mistério e fomos até Haarlem experimentar.
Enquanto esperávamos pela ementa, bebidas, etc. tnhamos pão fresco para molhar em bom azeite e passar numa mistura africana de frutos secos com uma especiaria particular cujo nome já não me lembro... ficava salgadinho mas bom!
Para entrada:
‘Umami’ the 5th taste: a explicação era complicada, tinha carpaccio de “us beef”, flor de lótus, ervinhas, maionese de não sei o quê. Realmente diferente e muito bom.

Sydney scallop sashimi: dungesneden verse coquilles kort gebrand met witte soya, pinda olie, ‘fingerlime & shizocress’, uma maravilha.

Opção vegetariana, estilo japonês, gyozas de 2 tipos.


Prato principal:
Opção vegetariana, cozinhada numa tagine, tinha couscous, espargos, cogumelos, beringelas, e... mais ingredientes.

‘Umami’ the 5th taste: mais uma vez a descrição do prato dava para um parágrafo, havia galinha japonesa, o arroz era de sushi, feijões, espargos, cogumelos campestres, recheio de paté, molho de lagosta... uma complicação que resultava harmoniosamente, cheia de sabores diferentes e, apesar de parecer pouca quantidade na foto, eu já estava a sofrer no final do prato.

South African antelope rump steak: springbokbiefstuk met ‘caramelised yam potato, buchu anoush & crispy crickets. Pena a foto ter ficado má, mas não era o meu prato e é chato pedir mais tempo antes de começar o ataque. Os grilos vêem-se mal... custa mais a ideia, mas realmente como disse o meu colega, a altas temperaturas, o frito fica simplesmente crocante, por isso não sabia a nada de especial nem tinha textura estranha. Adoro purés, hei-de experimentar com inhame, que penso ser o yum.

Acompanhámos com shiraz cabernet sauvignon australiano, era bom.

Para sobremesa, apesar da oferta, fomos todos para a:
The chocolate box: onze keukenbrigade presenteert in zondige hapjes hun verslavend lekkere chocolade gerechten. Crème brûlée de chocolate com um toque muito leve de anis, trufas de chocolate, gelado de chocolate com lascas de chocolate e mini frutas a acompanhar (bagas azuis, framboesa, mini kiwis?), “bolo” rico com frutos secos e..., mousse de chocolate branco com banana. Se eu não tivesse dividido a sobremesa, ia certamente sair de lá a rebolar.
A explicação era mais completa mas sem gravador era muito difícil decorar tudo, e depois traduzir mentalmente entre meio dutch, inglês e português... Os restantes convivas falavam todos bem em holandês.

Acompanhámos com “vinho de sobremesa” que foi escolhido/sugerido pelo empregado de acordo com a opção do chocolate. E era diferente para homens e senhoras. O das meninas era muito leve, com líchias e rosas e mais não sei o quê. O deles fazia lembrar ginginha.
Que maravilha!

Dos melhores restaurantes onde já comi, serviço excelente (nem parecia que estava na Holanda), apresentação muito cuidada e bem conseguida, quantidade mais que suficiente e paladares dos deuses...
O casal era vegetariano e também ficou bem impressionado, diferente da habitual oferta de massa com cogumelos ou salada de queijo de cabra.
As opções vegetarianas são apresentadas no quadro de giz e o menu principal muda a cada 2 meses, segundo percebi.
O menu com 3 pratos sai a 30eur, com entrada, prato principal e sobremesa. Algumas opções mais especiais acrescem euros adicionais. Bebidas à parte como é habitual.
Com vinhos sai caro, mas em termos de qualidade preço e comparando com outros restaurantes de cá onde se paga também bastante, este justifica, aconselho e hei-de lá voltar!

1 Comments:

At 4:39 da tarde, Blogger vermelhinha said...

Moro em haarlem há 1 ano e meio.. e nunca ouvi falar desse restaurante! Das duas uma é novo ou a 2ª opção eu ando memso muito distraída porque é mesmo no centro!
Pela descrição fiquei tão curiosa que devo experimentar dentro em breve!
Obrigada!

 

Enviar um comentário

<< Home