segunda-feira, janeiro 10, 2011

Istb - Palácio Topkapi


Vimos no último dia, os preços eram o dobro do que tinha visto nos guias, também por falta de tempo não optámos pelo guia áudio… perde-se alguma noção do que se está a ver porque quase não há placas ou legendas pelo palácio. Valeu-nos os guias que tínhamos e íamos seguindo.

Há sempre salas fechadas para trabalhos de restauração, por exp, não vimos as cozinhas. Tem-se uma vista privilegiada do Bósforo.

Do lado esquerdo a vista da mesquita Suleymaniye, de visita obrigatória mas estava fechada para restauração :( andámos às voltas para encontrar a entrada e depois percebemos que não estava aberta… tinha uma tenda ao lado com as carpetes com as listas a indicar a direcção da reza. Do lado direito a vista da torre Galata.

Pátios, salas diversas, sem ter nenhuma gigante ou salão impressionante, mas todos os espaços são muito bonitos.

Muitas combinações de azulejos e vitrais, padrões coloridos e diversos, que combinam como um todo, muito ricos.

Também visitámos a zona do Harem, paga-se à parte.

Algumas salas precisavam de mais obras, notava-se em painéis de azulejos e recantos menos cuidados.

O sultão podia ter 4 mulheres legítimas, viviam em apartamentos separados para não começarem a discutir umas com as outras. No entanto, a mãe dele era a mulher mais importante do palácio. Depois havias as não oficiais, e as concubinas (até 300!), estrangeiras, “adoptadas” e educadas segundo a cultura turca e do Islão. Depois havia os Eunucos que tomavam conta do Harem… Um sultão teve cerca de 112 filhos…