quinta-feira, janeiro 14, 2010

Ladies Night no Tuschinski


O Tuschinski é um cinema antigo, bonito por fora e por dentro, onde acontecem as estreias com tapete vermelho à porta e VIPS, ocasionalmente.

Sessão de cinema mensal só para meninas, filmes que estreiam oficialmente no dia seguinte.

O bilhete é mais caro mas com direito a mimos: tem-se bebida (vinho esoumante?), snack, um pacote de pipocas e garrafa de água no assento, sorteio de brindes entre a audiência (pantufas, saco-mala, bilhetes para as sessões seguintes, produtos de banho).

E no fim da sessão, um saco com mais brindes, com amostras de produtos, vales de desconto, bolachas, revistas… uma mensal de Dezembro e uma semanal de… Outubro!

O filme era o Up in the air, muito agradável de ver, diálogos inteligentes, bem-disposto, um bocadinho «filme de miúda« com partes previsíveis mas assenta bem no George Clooney, ou no que conhecemos dele.

Mas a cereja no topo do bolo foi a confirmação do triste facto conhecido do cinema, ou de edifícios “antigos” de cá... Estava eu no lugar junto ao corredor central, que fica iluminado pelo ecrã. É claro que se olha para cima, para o ecrã, mas por alguma razão reparei que algo se mexia no chão e lá vi o RATO a passar, que bonito. Meio desorientado, vinha na minha direcção, fiz um schhh e bati com o pé no chão e ele foi para outra fila, mais uns gritos de outras meninas e pronto. Tiramos as malas do chão, nada mais a fazer... No fim do filme há pacotes de pipocas no chão, olha, é para alimentar os ratos...
Já outros amigos tinham contado semelhantes experiências, ou piores, o Mickey a passar por cima dos casacos, enfim.
Problemas de higiene? É cultural? “São edifícios antigos, é normal”. É normal? Que seja aceite posso entender, e não concordar, mas ser normal... num país desenvolvido? É triste!
ASAE vem para cá, entra na Bolsa de Valores, eu compro muitas acções, avalias, multas e fechas quase todos os restaurantes e espaços públicos de cá e eu fico rica...