quarta-feira, outubro 19, 2016

Somm - vinhos

Forrado o estômago de hamburger, fomos à prova de vinhos, organizada pela Somm, dentro da igrejade S. Bavo, onde finalmente entrei.
Arquitectura bonita, vitral gigantesco, tectos trabalhados e em muito bom estado. Mozart tocou no órgão Christian Muller (magnífico, quase 30m de altura) quando tinha 10 anos, e Handel também tocou… o chão é totalmente preenchido de lápides, cerca de 1500, algumas do séc XV! Todas as noites, entre as 21 e 21:30 tocam os sinos para relembrar que era a hora de fechar os portões da cidade… costuma ter concertos de órgão, muitos deles gratuitos. Talvez um dia acerte na agenda e vá até Haarlem ouvir.
A ideia do evento era começar por experimentar 6 brancos e 6 tintos, dar a opinião na app, que depois fazia o nosso perfil e recomendava outros vinhos que estavam presentes nas diversas mesas dos produtores. Boa ideia!

Confirmei que dos brancos só gostei de pinot grigio (Saccheto L’ Elfo) e riesling (Winning Villa, Nierderberger, não era doce), e que não gosto de sauvignon blanc. Eu é mais vinho verde, na realidade… Dos tintos, por acaso gostei do sangiovese, e do Shiraz já sabia que ia gostar. Mesmo assim provámos mais de 20 vinhos, umas fatias de pão e estávamos prontas para a etapa seguinte…