sexta-feira, setembro 12, 2014

Restaurante Fyra

O restaurant week é uma oportunidade para descobrir novos restaurantes. Desta vez ficámos de pé atrás por ter de efectuar pré-pagamento aquando da reserva online e sem possibilidade de alterações. E tivemos de mudar o dia… pelo site não dava mas o sr do restaurante foi simpático e deixou, não estavam cheios, não houve problema.
Fomos então conhecer o Fyra, que em vez de ser o nome do comboio extinto que ligava a Holanda à Bélgica, tem o símbolo de Delta minúsculo… não percebi.

Menu surpresa de 4 pratos.
1º amuse, um macaron com cavala e pickles. A cavala estava bem presente na porção mínima que recheava o macaron. Era bom mas com um sabor muito forte.
Um tártaro com a gema do ovo cozinhada a baixa temperatura, que explorei antes de tirar a foto, ficou feio… textura engraçada, diferente. Óptimo de sabor mas a carne tinha pedaços maiores que o costume, deveria estar mais triturada? E tinha pimenta cor de rosa, muito agradável.
O creme de ervilhas frescas com menta, camarões Holandeses e crème fraîche estava muito bom, melhor que o da Apotheek. Mas esqueci de fotografar, oops!
Bife “bavette” (fraldinha, vazio – um corte bovino) com molho de trufas, puré de batata doce e legumes bem cozinhados. Delicioso, amor à 1ª garfada…
2º amuse, um sumo com frutos vermelhos e bagas goji.
Mousse de chocolate de leite com sorbet de maracujá e frutos silvestres. Muito doce e delicioso em separado, a combinação era estranha.

O sr era muito simpático e o serviço foi bom. O menu regular não parece ser muito diferente do que comemos, nem muito extenso, pelo que a voltar só se o mudarem para ser novamente surpresa!