sexta-feira, fevereiro 05, 2010

Semana musical x3

Um colega estabeleceu como objectivo de 2010 ir a um concerto por mês. Eu optei por ler um livro por mês. Mas numa semana fui a 3 concertos! Estou-lhe a ganhar!

2f, Melkweg, One Republic
Descoberta de última hora, não estava esgotado, comprei bilhetes 2h antes do concerto. Foi uma boa surpresa, o público nem parecia holandês, porque se mexeu, aplaudiu e puxou pelo grupo, em vez de ficar de braços cruzados a conversar e a beber... havia mais de 10 instrumentos em palco que iam trocando entre elementos e as versões ao vivo são originais em relação ao disco. Que belo violoncelo! Qualquer coisa como isto. Às 21h45 estava em casa... vantagens de países nórdicos, janta-se cedo, programas culturais igualmente cedo.


5f, Bimhuis, Jazz Orchestra of the Concertgebouw & Chris Potter
Finalmente conheci o espaço da Bimhuis, ambiente acolhedor, perto do palco. Logo à entrada recebemos um papel que dizia não se garantir lugar sentado, olha boa... E claro que entre holandeses... encontrámos um espaço, estávamos a pousar os casacos, vieram 2 e puseram-se à nossa frente, roubando-nos a vista. No intervalo, muita gente saiu do lugar para o bar, deixando casacos ou bilhetes. Mas isso não foi motivo para outros holandeses não se apropriarem desses lugares sem hesitação.
Qualquer coisa como isto combinado com isto.

É giro de ver, ao vivo, muitos instrumentos de sopro “desconhecidos”, com aqueles acessórios curiosos que, por falta de melhor nome (ignorância minha), descrevo como “desentupidores de borracha”, “mini tachos” e “mini baldes/caixas de plástico”. Qualquer um deles alterava significativamente o som que saía das flautas, oboés, cornetas, trompetes, trombones... Mas passado umas 4 músicas, começamos a divagar, a pensar no ontem, a não reconhecer muita diferença nas músicas. E foi comprido, agravado com um intervalo de meia hora, terminou já passava das 23h.
.
Domingo, Paradiso, Ian Brown
Um amigo tinha bilhetes mas teve de ir de viagem, fui eu e outro colega.
No seu estilo britânico muito próprio, o sr esteve muito bem.
O momento alto para mim foi quando se ouviu o Fools Gold, uma das minhas músicas preferidas de sempre, dos Stone Roses, também presente num momento delicioso do filme Lock, Stock and Two Smoking Barrels.
E logo de seguida o single “hit” Stellify.


Viva a cultura e a música!

1 Comments:

At 5:35 da tarde, Blogger gasparzinha said...

Entre livros e concertos, fico com 2! :)

 

Enviar um comentário

<< Home