quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Restaurante Moeders

Para comemorar os 2 anos de chegada a Amesterdão/Holanda, decidi relançar o convite para experimentar um restaurante holandês, esse mistério... Recomendado por leitores da TimeOut, o Moeders tem um ambiente muito acolhedor, uma sala familiar repleta de fotografias de mães (Moeders = Mothers = Mães). Cada copo e prato da sua nação, uns mais rústicos e outros mais desenhados, o serviço foi simpático e o preço é acessível.
Hollandse Rijsttafel: een combinatie van ons suddervlees, hachée & stamppotje...compleet met gekookt aardappeltje, rode kool, appelcompote, stoofpeertjes, spekjes, rookworst & jus.
“Mesa de arroz” mas sem arroz, vem da influência Indonésia.

“It’s very Dutch!” diz a empregada. Bom, então temos… (no prato, no sentido dos ponteiros de relógio) batatas “roseval”, assadas em quartos; pure de maçã; carne estufada; pure de batata (que é sempre pouco puré pelos muitos bocados de batata inteira, mas ao menos sabemos que é batata verdadeira em vez de pó instantâneo!); a mesma carne estufada mas em pedaços e cozinhada com cebola, fica mais cremoso; o famoso stamppot, puré de batata misturado com “vegetais”, uma espécie de couve; salsicha que acompanha o stamppot (abri excepção à carne de porco e provei, mas odiei, nem quero descrever); pêra “bêbeda” e couve roxa com maçã.

Enche muito, principalmente pela batata. Era bom! Estufado de carne com batata... o típico holandês é isto!