sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Preparação para os oscars


Comecei com o Slumdog Millionaire, gostei, é bonito, está bem feito e filmado, luzes e cor, “fotografia”. O amarelo canário fica bem à moça, que por sinal é muito bonita. Não quero ir à India a menos que seja a Goa ou que esteja bem mentalizada e acompanhada. Muita lei da sobrevivência. Não gostei da palermice do genérico final... temos uma nova “Macarena”?


Depois o Benjamin Button, do qual me tinham chegado os termos “chato” e “a la Forrest Gump”. Realmente é comprido e não é assim emocionante, mas é interessante. A vida dele lembra a do FG pela época, também teve uns ares de James Dean. A caracterização de Mr Pitt é fenomenal, não sei como fizeram a parte inicial em que se lhe reconhecem as feições mas o corpo franzino não pode ser o dele. E para o final parecia mesmo quando ele era teenager, saído do Thelma & Louise. A Cate Blanchett também tem umas “plásticas” e dá vontade de experimentar ballet, mas nesta idade... É um filme agradável e que dá para chorar no fim...



O Rachel Getting Married é simples, apenas de volta do casamento de Rachel, a mana da Anne Hathaway. Acho que esperava mais da história que não é muito alegre e fica-se meio deprê depois de ver o filme... quanto ao papel... não é mau mas também não me parece “digno” de oscar.


A história de Harvey Milk é muito comovente, lágrimas no final também. O fim é esperado, já se sabe como termina mesmo nos primeiros segundos do filme. O papel está muito bem representado, bem como as caracterizações da época, gostei muito.
Felizmente que hoje em dia a maioria das pessoas tem uma mente aberta e menos preconceituosa. Por cá é absolutamente comum ser-se gay, ter amigos gays, ver gays na rua. Não estive cá na altura da parada gay, em que acho que havia muito de carnaval e exagero. Digo eu que não é tão comum ver gays mulheres (lésbicas) porque não é fácil de “perceber”. Mesmo pela série “The L Word”, se não houver manifestação pública de carinhos, pela maneira de vestir e comportar nem sempre é “evidente”, nem tem de o ser. Cada um é como é e tem de haver respeito e consideração, de todas as partes.


Hou coisas que não percebi muito bem no Vicky Cristina Barcelona. Não é pela história, que é simples. O título é adequado... Já o cartaz não entendo porque não tem a Vicky. E também não percebo a nomeação da Penélope, que só faz meio filme e não lhe vejo um papelão ou desempenho por aí além... O Woody Allen não entra, por aí fica-se logo a “perder”... mas vê-se bem... O que gostei mais foi da música Barcelona, que já conhecia pela Hortensia. “What am I doing here? This is not my Life!...”

Não tenho prioridade de ver o Nixon, Wrestler, Doubt, Changeling, Revolutionary Road ou o The Reader.
Entre o Bolt, Kung Fu Panda e Wall-E não sei, são todos giros e diferentes do habitual, da história clássica. Mas aposto no Wall-E.
O The Duchess também é agradável de ver, guarda-roupa fenomenal, ai os direitos das mulheres naqueles tempos... um dia hei-de experimentar um vestido daqueles!
O Heath Ledger estava fenomenal como Jocker, também aposto nele, grande perda...
Não vi também ainda o Australia, deve ser preciso paciência para mais de 2h e meia de filme.

Sai mais uma ronda de fofocas em torno dos vestidos das senhoras!


Março não tinha nada na agenda mas está-se a compor e a prometer muita animação...
Venha agora o fds e o Carnaval, o sol com céu azul, a claridade lisboeta e os 20 graus a meio da tarde. Os pastéis de bacalhau, de nata, setubalenses e bolas de berlim. A caldeirada, a mariscada, o arroz de polvo, o queijo fresco em pão estaladiço!
Na mala levo um queijo inteiro de Edam, um pedaço de Old Amsterdam, vários pacotes de stroopwafels, gomas pretas, chocolates, presentes... e saudades!

3 Comments:

At 7:15 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Eu em Espanha e tu em Portugal... que desencontro! Não vamos conseguir partilhar "em directo" as nossas opiniões sobre os vestidos das moças!!! :S
Promete-se cusquice para depois!

bjs
Joana

 
At 9:59 da tarde, Blogger Andorinha said...

O Austrália é assim uma espécie de 2 filmes num...mas nenhum deles especialmente fabuloso.É um bom filme de Domingo à tarde, excepto pela "fotografia" que essa sim é excepcional. Eu gosto mto da Nicole Kidman, mas acho q o Australia foi o único filme dela em q achei q a representação dela não foi nada de especial.O gajo do filme é bom. Boa viagem até Lisbon! Manda um solito :)

 
At 11:51 da tarde, Blogger CherryBlossom said...

O meu favorito foi o Slumdog (que acabou por ser o grande vencedor dos óscares) mas também não achei piada nenhuma à dança no final. Também gostei do Milk e do vicky Cristina Barcelona (se bem que concorde contigo em relação ao cartaz e ao papel da Penélope). O Benjamin Button não achei grande piada e o Rachel getting married ainda não vi...

 

Enviar um comentário

<< Home