segunda-feira, abril 17, 2017

Visita da família Albino Tavares

O TT é o meu amigo mais antigo, já lá vão mais de 30 anos desde a 1ª classe, dos tempos em que éramos (sub)-delegados de turma e tínhamos “5s” a tudo no fim no ano. E era quem faltava visitar desde que emigrei, demorou!
Depois da viagem pelaAmérica do Sul de mochila às costas, passar um fds em Amesterdão era coisa fácil.
Sábado fizémos o passeio tradicional, com os miúdos a pé ou às cavalitas, portaram-se lindamente nos quase 8km que percorremos na cidade! Passando pelas letras em Museumplein, pausa no parque infantil, entrámos no mercado Albert Cuyp e atacámos o arenque, que até os miúdos gostaram. O kibbeling foi igualmente apreciado, com molhos e muitos guardanapos. Passando aos doces, das poffertjes só sobrou açúcar em pó no prato de papel, a stroopwaffel acabada de fazer deixou apenas caramelo para lamber nos dedos. O Markt estava em dia de festa e deu a provar sopa de feijão, queijos, iogurtes... 
Na Rembrandtplein mais ocasião para fotos e para o Manel dar provas de cantoria e habilidades de artista em palco. Perdido por 100, perdido por 1000, venham as batatas fritas com molho de amendoim! Visitámos o Begijnhof já fora do horário normal mas ainda cheio de turistas, como costume. Enquanto uma missa decorria, um jantar foi preparado em casa, não fosse alguém ter fome depois de tanta iguaria!
Domingo foi dia de ter a bakfiets emprestada (da ex-vizinha). E claro que os miúdos adoraram. Demos a volta ao Vondel e os miúdos aventuraram-se (principalmente a Lu) na construção alta e desafiante dos tubos escorrega. Visitaram o museu casa barco para saber como se pode viver numa casa flutuante. Passámos nas panquecas (expandiram com uma sala ao lado, mas acho que as panquecas estão mais finas que no antigamente), deixando espaço para a tarte de maçã e chá de menta.
Seguimos de barco para o Eye, demos um passeio e voltámos para ir “ler” e brincar na biblioteca, acumulando muitos livros na cabana do Manel e do urso. Faltaram muitas coisas da lista e que sabíamos ser difícil de cumprir, mas não faltou a foto na soca! Depois de um dia preenchido, o Manel adormeceu na bike…
Obrigada pela visita! Fico à espera da 2ª ronda, para ver as flores, os moinhos, os queijos, os licores, os museus e tantas outras coisas que há para visitar, descobrir e comer J

Ainda estou para perceber em que modo dominó é que dormiram todos na minha cama, mas confirmo que o colchão insuflável dá boas noites!

1 Comments:

At 9:49 da tarde, Blogger Tiago Tavares said...

E foi mesmo bom!! Para a próxima vamos sem miúdos para explorar o lado menos familiar da cidade ;) Obrigado!

 

Enviar um comentário

<< Home