sexta-feira, março 03, 2017

Restaurante Boca – Bastidores

Estando num lugar privilegiado, ao lado da cozinha, dá para fotos e pormenores suficientes para descrever os bastidores do Boca.
Desde já agradeço ao Filipe a atenção, simpatia e paciência com os nossos comentários e perguntas... é que estando ao lado do balcão da cozinha onde compõem os pratos... aguça o apetite e curiosidade! Local privilegiado para fotos e para ver/ aprender como preparam os pratos e se organizam na cozinha, parecia que estava num programa de tv, em directo J
O Filipe é do Algarve, Lagoa/ Carvoeiro, cuja foto/ quadro na parede ajuda a matar saudades, e aprendeu a cozinhar com a mãe. Trabalhou numa cozinha com 3 estrelas Michelin, Librije (trabalhar das 9 da manhã até à 1h da madrugada não deve ser fácil – e era quase brincar com a comida, texturas e forma... talvez um dia tenha orçamento e companhia para experimentar, mas não deve ser fácil...), depois esteve noutro restaurante com 1 estrela, 0 Valuas, e depois decidiu abrir o próprio espaço. Porquê Venlo, neste canto da Holanda quase na Alemanha? Pela mulher, claro, o coração manda!
O sr lavador de pratos era da Bulgária, o chef ajudante era da Venezuela e o outro ajudante era Italiano. Faltava um sub-chefe na cozinha, por isso houve alguma demora, estava bem composto de clientes tanto na nossa zona como no andar de cima para o menu normal. 
Vejo uma garrafa de Macieira a temperar uma frigideira.
A pinça, sempre presente, para compôr os pratos, alinhar as batatas e os camarões...
Há música Portuguesa no ar.
As ostras são de Aveiro, mostrou-nos a caixa!
Provámos o feijão que acompanhava a picanha, que bom!
A partir de Março o peixe virá fresco do Algarve!
Passa uma caixa de Super Bock para o frigorífico. No final dos cozinhados, a equipa começou a descomprimir com uma jola fresquinha
J
Saem umas batatas para a travessa, levam um murro cada uma, crocantes e delicisosas.
O sal grosso é aplicado de maneira harmoniosa sobre a frigideira.
Alguns pratos vão ao forno por uns minutos, outros colocados debaixo da grelha quente que desce para gratinar os ingredientes.
Colocam-se as luvas cirúrgicas, apita o alarme digital por cima do fogão, sai a lagosta do tacho, que depois é preparada para servir. E saíram muitas nessa noite...

Comem antes? Sim, tem de ser. E depois de tantas horas a cozinhar, ainda têm paciência para cozinhar para vocês? Devem ter fome... Às vezes encomendamos pizzas...
Quem cozinha lá em casa? O chef...