quarta-feira, maio 11, 2016

Restaurante Envy

(muitos posts em atraso, passam uns à frente)
Com as visitas (um dos posts em atraso) fomos experimentar o Envy, com menu do chefe. Do mesmo grupo do Vyne e outros, a decoração é semelhante e tem, naturalmente, uma carta de vinhos alargada. Em noite de Rei, mas com um tempo invernal de chuva com granizo, vento e frio, estava estranhamente a meia ocupação, mas assim o serviço não demorou. O sr era tão rápido a descrever os pratos que não conseguia apanhar tudo...
Como eu não sou fã de carne de porco, de entrada de cortesia recebi uma saladinha com quinoa, pepino bebé, tomate da Toscânia, molho vinagrette com iogurte Tailandês, cebolinha e funcho marinho. Muito fresco e agradável, gostava de saber preparar quinoa assim. O prato de fumados tinha salame de Verona, bresaola de Bolonha (devorado) e salsichão com pistáchio de Bolonha. E um misto de pães crocantes e azeite Italiano para acompanhar.
1º prato tinha um misto de minis, sopa de abóbora com óleo de abóbora, tartare, sashimi de salmão (peça grande) e camarão tigre grelhado com tostinha. Tudo delicioso.
De peixe foi uma cavala braseada com espuma de arroz basmati, gelatina de citrinos e cogumelos. Não sei se os cogumelos combinavam com a cavala, mas era tudo bom.
Um peixinho rodovalho para a S. de estômago sensível naquele dia, com salada de funcho. 
De carne veio um entrecôte com molho de Porto, puré de abóbora, ervilhas, azeite de ervas Dutch e grãos de mostarda braseados. Parece pequeno mas era mais que suficiente, depois do que já tínhamos comido e é pesadote, mas muito saboroso.
Em vez de doce para sobremesa preferimos a tábua de queijos, um de cabra envelhecido e outros 2 que desconhecia mas eram muito bons, é raro o queijo que desgoste, de qualquer maneira... com xarope de maçã, frutos secos em mel e pãozinho com passas.
Qualidade e variedade garantidos, óptimo para experimentar coisas novas e passar um bom serão em boa companhia, bem servido!