sexta-feira, junho 20, 2014

Ghent

Faltava-me Ghent das cidades Belgas mais visitadas (depois de Bruxelas, Antuérpia, Brugges...). Num Domingo em que praticamente tudo está fechado, mas mesmo assim foi muito difícil estacionar o carro, resta cirandar pelas ruas sem mapa, seguindo os mupis e indicações turísticas que se encontra pelas ruas. Um ou outro mercado, antiguidades. Praças catitas, ruas antigas, meio deserto em dia cinzento, pena.
Castelo Gravensteen, dos condes (não visitei por dentro)
Graslei e korenlei, a ladear o rio Leie.
Catedral de S. Bavo (em restauro) com a adoração do “Mystic Lamb”, que fiquei a conhecer por ser mencionado no filme “The Monuments Men”.
Belfry, símbolo da cidade e a catedral de S. Nicolau.
Posto dos correios.
Ao acaso umas lojas abertas para trazer cerveja, mostarda e o postal da praxe.

E lá experimentámos os cuberdons, narizes roxos típicos da cidade. O aspecto faz pensar em chocolate, mas nada disso, goma arábica de amoras vermelhas, tipo cola grossa e muito doce. Muito estranho, não é coisa de se comer 2 ou 3, 1 já custa!