quinta-feira, novembro 28, 2013

Restaurante De UtrechtseDwarsTafel

Que tal tentar dizer o nome do restaurante 3 vezes de seguida rápido?... O Utrechtsedwarstafel encheu em dia de semana com grupos de trabalho e amigos para jantar. Na primeira vez que tentámos reservar estava cheio, tivémos de ser "Holandesas" e reservar com muita antecedência.
Menu surpresa de 4 pratos com vinho a “condizer” (“emparelhado”?? “wine pairing”).
Para começar, antes dos 4 acompanhamentos, espumante rosé, Drusian Mari, Itália. Pão fresco caseiro de vários tipos.
Uma “pré-entrada” a parecer uma bolacha crocante, mas a desfazer-se na boca com o sabor inconfundível de pato.

A acompanhar a entrada, Porer, Pinot Grigio, 2012, Itália.
Que era... (não apontei e os srs do restaurante não responderam ao email a perguntar o que tinha sido o menu surpresa, aiaiai!) tosta com camarões Holandeses e muitas outras coisas (o blog está a perder rigor...)
Para o peixinho, Kunstler, Chardonnay, 2012, Alemanha.
Na carne, naturalmente um tinto, Artadi, Tempranillo, Rioja, 2010 Espanha. Era uma ave, e o resto nem pela foto altamente sombria consigo arrancar mais detalhes, que desgraça de post!
Com tantos vinhos e gosto a apresentá-los, perguntei ao sr se conhecia/tinha vinhos Portugueses. Foi muito simpático e deu-me a provar o que tinha, La Rosa, Douro, tinto, 2005, Portugal!
Todas as mesas acabam o jantar com várias garrafas na mesa, que o sr vai deixando para conhecermos melhor.
De sobremesa tinha um ninho crocante, gelado, suspiro, frutos vermelhos.
Kracher Auslese cuvée 2011, Áustria
Faltam muitos detalhes, mas a refeição estava muito bem confecionada, apresentada, servida e regada! J