segunda-feira, abril 23, 2012

Hotel RIU Ocho Rios

Ya mon! (Todos o dizem, sem excepção, a qualquer hora do dia ou parte da conversa)
Férias preguiçosas (foi a meio de Março, posts atrasados!) de pulseira tudo-incluído na Jamaica, com promoção da agência Arke. O sr Bolt dá-nos a boas vindas!

Terra da lagoa azul do filme homónimo dos anos 80, mas era longe e não fomos. Mais a praia e o bar do filme Cocktail, também não vimos. Nem a praia e casa do Ian Fleming onde escreveu aventuras do James Bond como o Goldeneye. Não era aconselhado alugar carro e explorar a ilha. As estradas são para conduzir do lado esquerdo, mas os srs ao volante fazem o que querem, apitam e lá vai a manobra aventureira, medo!

A viagem foi custosa, de porta a porta de Amesterdão ao hotel em Ocho Rios foram 20h... escala em Punta Cana, autocarro do aeroporto ao hotel... mas mesmo com o cansaço acordamos no dia seguinte às 6 da manhã, o jet leg é tramado!

A vista do quarto nao era nada má...
A cor da água é de um azul que não farta ao olhar, pelo contrário, alegra!
O Hotel RIU Ocho Rios era bom, 4.5 estrelas, boa comida com variedade, muitas opções, limpo, organizado, com todo o pessoal muito simpático. Senti que estava quase numa bolha, num resort cheio de comida e conforto, comparado com o exterior, muito simples, com muito menos condições. Na praia não havia os vendedores ambulantes, o que por um lado permite mais descanso, por outro obriga a sair do resort para ver e conhecer a população e comércio local. Os preços das lojas do hotel, em USD, eram claramente para turista, maioritariamente Americanos e Canadianos. Que se detectam pelos pratos de comida cheios de batatas fritas, maionese, cachorros, hamburgers... e nada de verde ou saudável.

O único senão era tomar banho pelas 18h em que o fio de água mal dava para lavar o cabelo, quando não era água fria. Se fosse mais tarde, ou mais cedo, já era um duche normal. Mas quando acaba o sol na praia e piscina, o que fazer antes do jantar?

Assistimos a vários casamentos na praia, fim de dia, pé descalço, festa de buffet na areia, simples e descontraído!
De noite havia sempre animação, mas o jet leg entrava a matar pelas 21h, com esforço aguentávamos até às 22h...
Para além de praia e piscina, andar de gaivota e canoas, aulas de ginástica e dança, vólei e petanca, também havia bingo... assim muito rudimentar, com milho, e sem sorte nenhuma!
Muita leitura, palavras cruzadas, sudokus, cocktails ao som do reggae e descanso.