quarta-feira, abril 25, 2012

Comida Jamaicana

Nham nham, comemos muito e bem! Tudo incluído de 24h significa que temos de ter cuidado para regrar o prato e a frequência com que se vai buscar qualquer coisa para petiscar... Muito arroz, feijão e banana, mais uma couve local cozinhada de várias maneiras. Mas em hotel TI havia sempre carne, peixe e legumes variados em todas as refeições.
Nem era preciso calçar os chinelos e vestir alguma coisa, na praia também havia buffet, neste caso de marisco (incluindo lagosta e búzio).
A famosíssima Jerk chicken era realmente deliciosa! Não é queimado, é um excelente tempero!

Tivémos de perguntar como se comia a jackfruit, não era imediato. Ya mon, easy! Tiram-se apenas as partes amarelas em redor do caroço, e o resto nem dá para cortar com a faca normal...
A star apple sabia +- a maçã mas mais aguada.

Rabo de boi, bom! E em cima o bacalhau (chamam-lhe salt fish) com ackee, que não apanhámos no hotel, mas provámos fora. É o prato de excelência para o pequeno-almoço, mas comemo-lo ao jantar. Afinal há 1002 receitas de cozinhar o dito...
Os fritos são “festival”, uma espécie de fartura-não-doce que acompanha muito bem a refeição.

Esta maçã chama-se otaheite, não tinha um sabor por aí além, mas era fresco, embora melhor sem a casca. E sumo de soursop, uma maravilha! Era um vício diário comer este familiar da anona que temos cá. E papaia, todos os dias também...
De souvenirs, a maioria do supermercado, trouxe: Rum Appleton, café Blue Mountain (dos mais caros do mundo), bolo de rum, tempero “jerk”.
Chá de gengibre, chips de banana (daquelas grandes para cozinhar, não para comer cru como fruto) e biscoitos de banana.
Comeu-se muito bem, recomendo!