sexta-feira, novembro 26, 2010

Istb - pelas ruas III

Em geral está tudo limpo, viam-se frequentemente pessoas a limpar as lojas e ruas. Muitos gatos, “vadios”, poucos ou nenhuns cães a cirandar pela cidade.
Há muito comércio de rua daquele que se via em PT há uns anos, as calças Levi’s de imitação/contrabando, carregadores de telemóveis, óculos de sol “de marca”, tshirts, meias, polos “Lacoste” ou outra marca, aquelas mini máquinas de costura…
Não pareceu ter uma rede MB como a nossa, os cartões não funcionavam em todos os ATM, dependia da sucursal em causa. Ainda bem que levámos cartões tugas e holandeses, para ter mais hipóteses de conseguir levantar dinheiro. Nunca se sabe quanto se vai gastar e depois uma coisa aqui, uma entrada ali, um sumo e um souvenir… já temos de levantar mais liras turcas!

Faltou-nos o banho turco, hamam... talvez para a próxima... ou em Amesterdão, que também os há.

Tampa de esgoto... e banco de rua... municipais, diria eu.

Mesquita Saridemir (acho que é assim que se escreve)

Gente, muita gente... o túnel que passava debaixo da estrada era extremamente movimentado, a qualquer hora do dia. Da última vez que o atravessámos até havia um sr sinaleiro com apito a dizer (entendemos nós), para nos mantermos do lado direito, tentando impôr alguma ordem no sentido do andamento, muito lento, muito juntinho a todas as outras pessoas, claustrofóbico... sobrevivemos!