quarta-feira, dezembro 31, 2008

O balanço de 2008

Segundo o nosso calendário, fecha-se hoje mais um ciclo anual de 365 dias (neste caso até foram 366). E num ano tudo acontece... mudanças, novas amizades e experiências, sonhos concretizados & desfeitos, alegrias & tristezas, ilusões & desilusões, nascimentos & mortes, encontros & desencontros... nunca é perfeito, a vida não pára e o tempo não volta para trás.

(nascer do sol visto do escritório, a foto não consegue representar bem o momento)
Comecei o ano em Portugal e acabo na Holanda. Mudei de vida (segui a música do Variações, versão Humanos), deixei a casa em Lisboa, a família na Margem Sul, os amigos um pouco por todo o lado, e vim à aventura para Amesterdão. Tornei-me emigrante, com uma nova casa, um novo emprego, novas amizades, novas experiências, sonhos concretizados...
Voltei várias vezes a PT, sempre de malas carregadas de recordações, em correria para rever a família e amigos... E o sol português, os cheiros, a comida...
Sinto-me em casa nos 2 lados...
Ainda houve tempo para várias viagens a Londres, Budapeste, Katowice, Praga e S. Petersburgo. Para 2009 ainda só está garantido Londres e PT, tenho de planear novos destinos!
Tive muitas visitas e espero continuar a recebê-las no próximo ano.
Escrevi muitos posts e tirei resmas de fotografias, os momentos “Kodak” estão cá bem representados.
É tempo de limpar a casa, acender as luzes, pôr o despertador a apitar, deitar uma coisa fora, estrear outra (incluindo uma peça de roupa azul)... e ver se sobrevivo aos “bombardeamentos” esperados na cidade. Desde o início do mês que se ouvem “cabuns” esporádicos que ressoam por toda a cidade. E todos dizem que hoje é a loucura completa, com algum perigo e que depois o chão vai ficar cor-de-rosa...
Para 2009... novas resoluções, decisões, projectos... mas o zero já começou há muito, por isso há que dar continuidade ao actual, algo condicionado com o passado e de como decidimos viver e encarar o presente. Nunca é fácil e nada é garantido, e se não desse trabalho ou não fosse necessário empenho, no fundo não ia ter o devido valor!

E que 2009 seja cheio de saúde, sem crises e com muitos dias bonitos!
(Costa da Caparica)

4 Comments:

At 6:12 da tarde, Anonymous Marcelino Mota said...

Se só houvesse felicidade, esta deixaria de ser o que é, por falta de contraponto. E se, na realidade, a maior parte da vida apenas "acontece", a fracção que nos cabe controlar depende do sonho e da esperança; da coragem e da determinação em subir aos cumes e divisar os horizontes do futuro, para saber caminhar para ele. Há sempre tropeços, quedas e ilusões de óptica que fazem parecer perto o que está longe, ou distante o que está ao alcance da mão. Quase sempre se encontra pelo caminho um braço amigo mas, frequentemente, também, quem nos rejeite; quem mereça os nossos afectos e quem os despreze. Por vezes, por nem sequer saberem o que isso significa. Mas o que mais importa é continuar! Continuar, sempre, sem muitas concessões à tristeza e ao desânimo e acreditando em permanênciana perenidade do sonho e da esperança! Porque a vida vale a pena!
M.M.

 
At 11:34 da tarde, Blogger Presépio said...

Olá Joana:)

O meu nome é Sandra, sou portuguesa e vivo em Almere com o meu marido.
Também tenho um blog:
http://presepiocomvistaparaocanal.blogspot.com
Estamos cá desde Dezembro de 2007...e a gostar:)

Um beijinho e muitas felicidades para a tua vida:)

Já vi que gostas de viajar..eu também:)

Sandra

 
At 2:36 da tarde, Blogger João Pedro said...

É bom ter-te de volta amiga. Desejo que as tuas ferias tenham sido boas e que tenhas um ano cheio de alegrias e rodiada de muitos e bons amigos.
Espero neste novo ano continuar a ler muitos posts interessantes, como nos tens habituado.

João Pedro

 
At 9:21 da manhã, Blogger Diogo em Macau said...

E mais posts no novo ano... Jai Janeiro se aproxima do fim e nem 1 post! :-)
Macau protesta!

 

Enviar um comentário

<< Home