quinta-feira, junho 07, 2018

Lyon 5

Almoçamos na zona turística, assim meio tiro no escuro, o que estava aberto aquela hora tardia e com lugar na esplanada, o gourmand de saint jean.
Quase todos têm os pratos típicos no menu, por isso deu para experimentar de entrada a salada de Lyon e a terrina de fígado de aves; continuar com a quenelle de brochet (como um soufflé) e uma bavette com chalotas; e terminar com o moelleux au chocolat e o cervelle des canuts (queijo fresco com cebolinho, chalotas e sumo de limão). Nesse dia não jantámos grande coisa...

No dia seguinte, depois de muita espera por não ter reservado e de ser passada à frente umas vezes, lá conseguimos mesa num restaurante (do qual não há nota do nome, oops), e lá conseguimos ser servidas... um risotto de cogumelos selvagens, atum fresco braseado e legumes da época; outra vez a bavette, um cheesecake de chocolate e outra espécie de queijo fresco, acompanhado de um coulis de frutos vermelhos.

A caminhada de regresso ao hotel não foi suficiente para digerir o repasto, mas deu para apreciar a cidade com excelente iluminação. Fica a ideia de voltar a 8 Dezembro para o Festival das Luzes.
Antes que alguém roube o sinal de proibido!