sexta-feira, novembro 25, 2016

Opéra de Paris – Palais Garnier

A correr, consegui visitar o edifício da Ópera de Paris, num verdadeiro palácio com o nome do seu arquitecto, Charles Garnier, séc XIX. 
Faltavam 45min para fechar e o sr do aluguer de guia áudio disse que era preciso 1h, por isso não comprei. Mas tive pena, acho que ia ter conseguido ver e ouvir tudo em 45min. Os corredores tinham pouca explicação, por isso não enriqueci o conhecimento técnico na visita, embora seja um festim para os olhos e se possa pesquisar depois na internet.
É um edifício lindíssimo, começando pela fachada, lateral e rendição total no interior. Inúmeros pormenores das colunas, paredes, tectos, varandas, escadarias...
Vive-se um conto de fadas a passar nos corredores e admirar cada recanto, de cima a baixo. O hall central tem 154m de comprimento e é assim uma coisa de ficar com dores no pescoço a olhar para o tecto e contemplar cada m2 a representar a história da música.
O auditório estava escuro por razões técnicas, mas dava para visitar de um balcão, e apreciar o tecto pintado por Marc Chagall, com um candelabro de bronze e cristal de 7 toneladas... fico sempre a pensar em como mudam as lâmpadas nestes sítios...
Nas laterais, biblioteca com 300 anos da história do teatro, galeria com quadros e desenhos, maquetes de cenários, a dar vontade de conhecer mais óperas e histórias de encantar.
Para equilibrar o uso do pescoço, também se olha para o chão com mosaicos variados e harmoniosos.
Também há alguns exemplos de trajes usados em peças, fotos de cabeleireiro, maquilhagem, toda uma arte muito trabalhosa de bastidores. Um mundo de fantasia que requer muita dedicação e paciência.

A loja tinha alguns artigos típicos de recordação, muitos CDs e DVDs, livros, e também roupa de dança e... talvez para quem se esqueça, roupa de gala, laços, fatos, vestidos e jóias, tudo caríssimo, até dava medo tocar, não fosse ter de pagar por deixar uma dedada num vestido de milhares de euro!
Um dia quem sabe, assistir a uma ópera neste palácio magnífico!