quinta-feira, janeiro 22, 2015

Koan Float

Já tinha passado várias vezes na rua onde se vê a banheira do Koan Float e não me despertou demasiada curiosidade. Já houve amigas que foram e gostaram, e calhou-me receber um voucher pelos anos. Sendo assim, fui experimentar…
Primeiro tive uma massagem «energética«, leve, agradável, relaxante. Depois lá esperei e finalmente foi a minha vez, porque a menina anterior nunca mais saía de lá. A sra da recepção não estava disponível, quem me levou foi a massagista… tomas um duche, tem aí uns botões, uma almofada insuflável para a cabeça e depois a sra diz pelo intercomunicador quando passarem os 45min. Ok…
Diz a «bula« que a água salgada a 35.5 graus é óptima para relaxar, sincronizar o hemisfério esquerdo e direito do cérebro, aumentar a produtividade, performance, eficiência, confiança, aliviar stress, melhorar o sistema imunitário… etc.
Sem fato de banho, convém não ter feridas nem esfregar os olhos (fui esperta em querer desviar umas gotas de água e fiquei com os olhos a arder) e boia-se na piscina de água salgada. Pode-se fechar a coisa ou deixar aberta, experimentei as duas modalidades. Desliguei e liguei a luz, o mesmo com a música relaxante. Mas o que não gostei foi de ter frio… quando se flutua, há uma parte do corpo que está fora da água, logo faz frio! Tentei relaxar, até experimentei de barriga para baixo, com a tal almofada para a cabeça era possível. «Xapinhava« água para me aquecer e depois a flutuação faz com que se movimente de um lado para o outro, ou tocava com os pés na ponta de baixo, ou com a almofada em cima, ou as mãos nos lados.
E depois do frio veio o enjoo… como se estivesse num barco… eu tentei, quietinha, mas tive frio… e decidi terminar a experiência. Depois do duche ouvi a tal comunicação da sra a dizer que tinha acabado o tempo, portanto não aguentei os 45min, talvez uns 35min.

Não adorei… pelo frio e dor de cabeça que me deu. Estava lá um sr noutra sala-cabine que disse fazer sempre uma sessão quando chega de viagem para combater o jet leg e aconselhava. Pois, mas comigo não foi espectacular… há quem adore e adormeça. Talvez se aquecerem a sala e eu não tenha frio, não precise de me molhar e movimentar para me aquecer e assim não enjoe…