quarta-feira, novembro 26, 2014

Bali – Viagem e hotel

Bali, Indonésia!
Viagem planeada com meses de antecedência, grupo de 6 amigos com 5 nacionalidades, falou-se Inglês, Espanhol, Francês, Holandês e Português, uma mistura de culturas em harmonia, benefícios de ser emigrante.
Voo pela KLM, com paragem em Singapura para reabastecimento, saída do avião para esticar pernas e pouco mais, na gate não havia lojas. Não posso dizer que já tenha estado em Singapura… no aeroporto estavam vários A380, normal para a dimensão e tráfego daquele aeroporto. 
Hotel Laguna em Nusa Dua. O melhor hotel onde já fiquei, com ambiente descontraído e um staff e serviço irrepreensíveis, de uma simpatia e qualidade impressionantes, com a "extra-mile" constante. "Emprestam-me fita para embrulhar um souvenir?" Veio o "mordomo", levou o souvenir frágil e devolveu totalmente embrulhado em jornais, com fita e até uma alça para transportar. Uau, obrigada!
Época baixa ou média, não tinha muita confusão, havia espaço para 6 nas cadeiras da praia, na piscina, no pequeno-almoço… ginásio bem equipado, spa de alta qualidade, massagens perto da praia, bares e restaurantes diversos, actividades de praia, uma maravilha sem queixas.
Na praia tínhamos os vendedores ambulantes com os colares, pareos, pinturas, loiças, passeios turísticos… a preços inflacionados, claro. Fora do resort estavam sempre a perguntar se queríamos táxi. Havia mercados perto, onde se tem sempre de regatear preços, e as lojas "finas" do Bali Collection.
Com o dinheiro era uma confusão. Até me fazia lembrar +- o escudo mas… 50000, 10000, 2000… muitos zeros para ler nas notas e fazer as contas. Preços sempre aos milhares e no multibanco levantavamos milhões, cerca de 100eur…

 Muitas magnólias, esquilos, uma rã… e claro, umas melgas para provar sangue turista.
As piscinas e lagoa eram para todos os gostos, enormes, de crianças, espaço suficiente para brincar e nadar.
 Praia e águas calmas, sem ser sopa nem frio da Costa da Caparica.
Experimentei paddleboard, de pé numa prancha com um remo e siga sem cair. E mergulho pela 1a vez, até 10.2m, cerca de 30min, vi o "Nemo" e o "Gill", peixes-leão, muitos peixinhos coloridos, anémonas, lula (?). Não fiquei nada chateada de não ver a manta nem o tubarão, acho que ia ser traumático para 1a vez. Assim não tive problemas de água na máscara e também correu bem com os ouvidos e a pressão.
Uma maravilha de dias e um bocadinho de cor para combater os dias escuros que já se instalaram. De havaianas e traje de praia para botas, luvas, cachecol e gorro. Há sempre Verão em alguma parte do mundo!