terça-feira, abril 15, 2014

Moinho de Sloten

Holanda... canais, túlipas, socas...moinhos!
O moinho deSloten pode ser visitado diariamente. Dá para ir de transportes públicos, demora cerca de 35min desde o centro da cidade.
Visita-se o moinho e o museu de tanoaria, onde se aprende mais sobre a arte de fazer barris e o que armazenavam antigamente. Tens explicações em Português!
Depois temos visita guiada até ao cimo do moinho, feita por voluntários. O sr era muito simpático mas parecia saído de um filme de desenhos animados...
Maquete de uma Holanda antiga a explicar para que serviam os cerca de 1200 moinhos espalhados por todo o país. Muita água para bombear para canais e diques!
Este moinho ainda funciona quando é necessário nivelar a água, que tem uma diferença de altura de cerca de 2m entre espaços vizinhos. É um conceito estranho mas podemos comprovar do alto do moinho.
Vários mapas, cartas, mostram os diferentes desníveis da cidade, em algumas partes -5m, noutras -2... água em todo o lado, muito bem controladinha!
As pás/velas do moinho rodam e podemos ver a velocidade das rodas dentadas cá em baixo. Antigamente era tudo feito em madeira, agora tem um pilar de metal.
Dependendo do vento, o moinho roda para se adaptar, podendo então aproveitar a direção e força do vento da melhor maneira possível.
No piso intermédio há sala para casamentos (pequena, mas para Holandeses é suficiente) e no topo temos mais objectos e maquetes deste moinho.
O sua função não era só para bombear água, era uma verdadeira fábrica; cortavam-se troncos de madeira, fazia-se óleo para pintar, moiam-se cereais...
Rembrandt era filho de um moleiro, podemos ver um pequeno vídeo sobre a sua vida, ilustrada por figuras que representam alguns momentos importantes.

Foi muito interessante e superou expectativas, vale a pena a visita!