segunda-feira, outubro 18, 2010

Museu Berardo e MNAA


Os barcos da Trafaria ainda andam, lentamente… com paragem no Porto Brandão… com pouca gente… mas não deixa de ser um bom passeio em dias bonitos, a apreciar a paisagem especial de Belém e arredores.

Há muito tempo que queria ver o museu Berardo, no Centro Cultural de Belém, quadros e tal… quais quadros?

Arte Moderna e Contemporânea, pode ser sempre uma surpresa daquelas de não se perceber o que se está a ver e questionar se é arte. E havia espécimes desses…
Passava-me pela cabeça… mas onde está o museu, o que é que eu vi?... :(
Onde estão as obras de Picasso, Dalí, Duchamp, Magritte, Andy Warhol… ? Até na loja havia livros/catálogos com o que eu esperava ver, mas ao vivo, nada :(
Parece que mudam de sítio, são mostradas em outras exposições… soube a pouco… mesmo tendo sido gratuito!

Depois, um pastel de nata, no sítio inevitável, com sorte em ter mesa e ultra-rapidez a sermos servidos, apesar das centenas de turistas que inundam o estabelecimento a qualquer hora do dia.

Tinha curiosidade em ver o Museu da Presidência da República e tinha a exposição dos carros, mas não era ali e acabámos por não ver só a exposição permanente, já que não dava para ver também o Palácio de Belém.

Seguimos para o MNAA, há muito que queria ir. Gostei bastante, apesar de ser muito clássico, tem os conhecidíssimos Painéis de São Vicente, as Tentações de Santo Antão, a Custódia de Belém, os centros de mesa, os Biombos de Arte Namban, muita porcelana, pintura, mobiliário antiquíssimo. E tinha a exposição temporária de tapeçarias, autênticas telas, gigantes, cujo significado e compreensão se tornavam mais fáceis e interessantes depois de ver o filme explicativo.
Mais um bilhete de autocarro… metro… Lisboa não está nada mal servida de transportes aos turistas!