quinta-feira, outubro 21, 2010

Casa Aleixo


O restaurante Casa Aleixo, no Porto, é muito conhecido pelos seus filetes de pescada e de polvo, acompanhados de arroz de polvo…

De um lado, a parede está forrada com reportagens sobre o restaurante, em português e também com publicações estrangeiras. Do outro lado há fotografias dos donos e empregados com comensais famosos.

Para entrada, uns bolinhos (aka pastéis) de bacalhau com feijão frade, quentinhos, acabados de fazer! :)

O meu verde preferido, para matar saudades.

Uma dose de filetes de pescada e meia dose de filetes de polvo, mais que suficiente para 3 pessoas. Polvo tenrinho, pescada fresca faz toda a diferença em filetes, realmente muito bom!

Sobremesa “do Norte”, aletria (no Sul é mais comum o arroz doce), e uma tarte de limão.

Come-se muito bem mas também se paga bastante… ainda assim vale muito a pena!

1 Comments:

At 3:33 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Como é possível "cair" do "Céu ao Abismo" em tão pouco tempo?
Não sei o que se passou com esta Casa, outrora de referência, em tão pouco tempo. No inicio do mês de Outubro desloquei-me à cidade do Porto a trabalho, e como não podia deixar de ser, lá fui eu à Casa Aleixo almoçar os fantásticos petiscos a que nos habituaram, servidos com enorme amor, alegria e com um ambiente familiar ímpar.

Aproveitando mais uma ida ao Porto, como sempre, lá fui eu ao Aleixo com mais 3 clientes meus para fazermos o habitual almoço de trabalho. Assim que chegamos sentimos um ambiente pesado no ar, e o meu amigo Fontes perguntou-me logo se era o mesmo restaurante que lhe tinha dado a conhecer há um mês. O serviço está péssimo, a antipatia abunda, e a qualidade da comida... bem, a qualidade da comida essa já não existe. Uma desilusão.

Da Casa Aleixo guardo na memória os colaboradores emblemáticos (não encontrei nem um!!?), a qualidade da comida (não existe mais), e a simpatia dos anfitriões Germano e Inês Diniz (onde estão eles?).

Como se não bastasse, em apenas um mês, tudo ficar pior... a verdade é que ficou mesmo tudo pior: pedi um whisky pelo qual pagava €5 há um mês atrás, e desta vez paguei €8. Não se sente a crise. Bem hajam.

 

Enviar um comentário

<< Home