quarta-feira, junho 16, 2010

Verdi – Requiem @ Concertgebouw

Em dia de jogo, traje verde e vermelho, a A. perguntou a meio da tarde se alinhava no concerto, bilhetes para menores de 30 anos (ainda nos safamos por enquanto!). Claro! Não sabia bem o que era, mas qualquer coisa no concertgebouw… ainda por cima a 10eur!

Pelo programa percebi o que era o Requiem, o termo era familiar mas... o de Verdi era assim: Requiem, Dies irae, Offertorio, Sanctus, Agnus Dei, Lux aeterna e Libera me.
Pela Orquestra Filarmónica da Holanda e Coro da Holanda (senhores e senhoras), com soprano, tenor, mezzo-soprano e baixo (?).

A audiência era maioritariamente mais velha, bem como alguns elementos do coro e orquestra.
As músicas são muito dramáticas, a minha mente levava-me para o mundo dos filmes, a imaginar cenários em paisagens melancólicas, ou dinossauros a aproximar de noite, ou tempestades no mar... Também me fez lembrar os casamentos com coro... aproxima-se o do T&M, com o coro dos amigos... vai ser certamente muito emotivo!

(foto sorrateira do coro)
Mesmo com a letra das composições, em latin e holandês, não era fácil seguir.
Claro que gostei, mas não era um concerto “alegre”...

Foi mais interessante que o nosso jogo da selecção...