segunda-feira, junho 11, 2007

Corpo Humano


O meu comentário no livro de visitantes foi “A vida é um milagre e os médicos são génios”.
A exposição do Corpo Humano com várias amostras reais, ou seja, nada de bonecos ou modelos, é realmente impressionante e muito curioso.
O esqueleto, imaginar e sentir os nossos ossos, aprender alguns nomes e saber onde se localizam.
Os órgãos, uma pele inteira, pulmões negros do tabaco, rins com cancro, corpos expostos em várias secções, quer seja a metade ou em múltiplas “fatias” desde os pés à cabeça.
Fetos com semanas progressivas, muito pequeninos e quase imperceptíveis.
Faz alguma impressão, sabemos que é real, que pertencem a corpos humanos, com pestanas, sobrancelhas, vestígios de barba.
Temos tantas veias e músculos e ossos. Quando nos cortamos atingimos uma série delas. E como conseguem os médicos identificar cada coisa que vêem quando nos abrem? E as soluções engenhosas que aplicam para que nos restabeleçamos da doença ou ferida que nos afecta. Ser saudável fica a parecer difícil!
O preço do bilhete não é barato, mas é cultura e a ciência merece.


Um maço de tabaco reduz, em média, 2h e 20 minutos de vida do fumador.
Digerir = ingerir, mastigar, engolir, agitar, absorver, compactar e eliminar.
Cada gota de sangue passa pelo coração uma vez por minuto…
JM