quarta-feira, novembro 15, 2017

Restaurante Auberge Jean & Marie

O Auberge foi recomendado por colegas Franceses, que são conhecidps por serem um bocadinho mais esquisit... requintados na escolha de restaurantes e comida.
Fomos então experimentar num Domingo, que pensava eu ser um dia calmo, mas encheu, com mesas ruidosas.
Havia o menu combinado de 3 pratos: paté caseiro, com vegetais agridoces (diz que estava bom) + Blanquette de vitela com alho francês braseado, chalotas e batatas roseval (diz que estava ok sem ser uau) + cheesecake de abóbora com gelado de avelã (o melhor dos 3 pratos que ganhou elogios) – na 2ª foto.
Entrada à parte de beringela assada com flor de mel e chili, ricotta caseira e cevada crocante – era muito bom e bastante picante!
O prato de peixe do dia era... qualquer coisa que não deu para reter a explicação, mas era peixe fresco, tinha mexilhão, um pedaço de polvo, camarão, tinta de choco e puré de batata – era bom e fora do comum.
E para a minha “sobremesa” estava já a sonhar com os queijos, que... eram bonzitos mas fiquei desiludida... para já tive de pedir mais pão, porque 3 pedaços com a fatia fininha era impossível... os queijos eram bons (gosto de todos) mas... já fiquei mais satisfeita noutras ocasiões.
Ouvimos que havia um chefe tuguês, e havia um vinho tuguês tinto e um branco na carta, vá lá...
A senhora não era antipática mas também não nos ligou grande coisa durante a noite, e ficámos lá mais de 4h, outras mesas chegaram depois e saíram antes, e não foi porque demorámos muito tempo a comer...

Talvez  a expectativa fosse elevada, mas não adorámos. Claro que foi bom e um óptimo momento entre amigas, mas não será o 1º restaurante que nos vem à cabeça quando conseguirmos marcar outro jantar...