sexta-feira, agosto 30, 2013

Colónia museu de chocolate

Amantes de chocolate não podiam deixar passar este museu! O bilhete de entrada dava logo um exemplar...
Explica-se a história do chocolate, o ciclo de vida do cacau, ferramentas utilizadas, muitos moldes, embalagens, caixas, máquinas de venda...
A sra simpática molha bolachas wafer numa fonte gigante de chocolate e dá aos visitantes. Obrigada! (nham nham...)

E vemos a produção dos chocolates que dão logo ao início, desde o estado líquido, à marcação, embrulho... quando o tapete rolante não tem espaço, o robot deixa uns rectângulos novamente para a etapa inicial, derretem e voltam ao ciclo...
Umas senhoras pintavam ursos e bolas com chocolate diferente do que seria depois o resto da forma (branco, de leite, preto), depois na máquina vemos o molde a girar e secar para ficar um coelho/ urso etc por fora mas oco por dentro.
Dava para fazer o chocolate com os recheios que se quisesse, frutos secos, arroz tufado, etc.

Muitos exemplos de embalagens de chocolates antigas, reconheço algumas do kinder surpresa (e tinha exposto centenas dos brindes que vinham nos ovos, ainda existem? Ou a UE proibiu?), o Raider que depois passou a Twix, cacau para misturar no leite... cheirava bem e dava vontade de comer...
A loja tinha muitas marcas diferentes, cheio de variedades exóticas, preços para todos os gostos... trouxe um saco cheio... J

quinta-feira, agosto 29, 2013

Colónia catedral

É claro que fomos à Catedral, ver por dentro e subir à torre!
Enorme, imponente, vitrais bonitos, muitas velas, sobreviveu à 2° guerra mundial apesar de ser atingida por 14 bombas.
Está em restauro para ser limpa em alguns sítios, embora não dê para perceber a estratégia, um bocado branco no meio de preto e os andaimes ao lado?

Acho que eram 533 degraus... a subida fez-se bem, mas sempre a rodar para o mesmo lado dá para ficar tonta, e tem pouco espaço para os 2 sentidos de percurso, degraus gastos com o tempo e calor nas partes sem janela.
Sinos enormes... que fazem muito barulho quando tocam ao nosso lado!
Vista da cidade, o rio Reno, outras igrejas e torres. Giro de ver! E depois fica-se com as pernas a tremer na descida... bom exercício!

quarta-feira, agosto 28, 2013

Colónia cidade

Não conhecia Colónia, não preparei muito, apontei 2 atrações (posts seguintes) e o resto é passear e fazer compras, estivémos menos de 24h na cidade.
Ficámos no Altstadthotel undApartments Hayk, cujo hotel é junto ao rio Reno, mas o apartamento fica em frente ao parque de estacionamento da praça Heumarkt. Barulho à noite dos bares/ restaurantes e sem ventoinha ou AC para o calor, mas tudo bem. Muito básico em termos de equipamento de cozinha ou wc, mas para uma noite serve.

A cidade é agradável, ruas interessantes, edifícios antigos, muitas igrejas, muitas lojas para compras (especialmente em saldos) com algumas marcas que fazem falta em Amesterdão. Falhou o supermercado, Sábado não deu tempo e Domingo estava tudo fechado, “muito católicos”, disse o sr de um quiosque.
Comeu-se o panado de porco Schnitzel e as salsichas Bratwurst (eu falhei, claro), mais a Flammkuchen que já tinha provado em Berlim. Falhámos cervejas e o pretzel, mas não fez mal nenhum. Comi uma bola de berlim mas estava dura no dia seguinte ao pequeno-almoço, foi pena.
E comprei água deColónia (a “nova”), a versão que tem toques cítricos e dá um toque fresco, cheira muito bem! Os preços variam muito, especialmente em lojas de souvenirs, foi mais barato (quase metade do preço do 1° sítio que vimos) na loja 4711 perto da Catedral.

terça-feira, agosto 27, 2013

Cous Cousine

Sai mais um groupon, desta vez para o Cous Cousine.
Começámos com umas inesperadas bolinhas de queijo com um molho picante. De entrada pedimos polvo com salada agridoce de couve vermelha e lulas fritas com ervas, húmus com pimentos grelhados, salada de salsa e croutons com açafrão.
Depois veio a tagine com perna de borrego, vegetais, couscous, ameixas recheadas com amêndoas e muito molho.
Um pedação de entrecôte com bulgur, vegetais e molho.
Para terminar, embora já não houvesse fome, cheesecake com tangerina e gelado de baunilha; crocantes com tâmaras e figos, e sorbet de líchias.
Estava tudo muito bom, doses suficientes a roçar o demasiado, sabores diferentes e bem vindos, muita simpatia do atendimento. Gostei muito!

sexta-feira, agosto 09, 2013

Visita do Pica

A viagem do Pica começou em Lisboa, 1° paragem em Barcelona, mais uma visita a Antibes, passagem por Lausanne e picar o ponto em Amsterdam, antes de regressar a Lisboa.
Não foi a 1° vez na cidade, mas foi a 1° vez “obrigado” a circular de bicicleta... só houve uma queda/escorregadela e foi por causa da chuva, claro... no fim já estava quase afinado o arranque e paragem da bicicleta, parabéns!
Visita a muitos museus, com o cartão, por isso tens de voltar para continuar a usar até daqui a 1 ano!
Fizémos a ronda para provar todas as delicías (não saudáveis) do costume: licores, bitterballen, croquete, stropwafels, poffertjes, kip saté, gelados, cervejas (Belgas e Holandesas), pizza, thai... visitas nunca fazem dieta!
“Que grande dia para terminar as férias, era isto mesmo que eu precisava”, esteve sol. Mas também “amanhã já tenho de trabalhar, acabaram-se as férias... nãaaaaaaoooo”. Pois L
(As minhas começam amanhã!!)

quinta-feira, agosto 08, 2013

LV bye bye

São 3.2 milhões de pessoas e 3 grandes cidades, Las Vegas é a mais pequena mas a mais famosa, também, para os turistas... o condutor assegura-nos que a população é muito católica, há muitas igrejas e vão ao Domingo, bem vestidos.
Ainda tínhamos o bilhete do autocarro do dia anterior, ainda válido de 24h, por isso fomos para o aeroporto de Deuce e Wax! Bastou coordenar os horários que vêm nos panfletos.
Achei o aeroporto confuso, não se percebia onde se deixavam as malas, os asiáticos, como de costume, com peso a mais e cheios de coisas de marca a tentar ver se passavam o controlo...
É uma confusão, a cidade tem um ritmo impressionante, mas tasmbém foi pouco tempo, não deu para experimentar os famosos buffets de comida, ver os hotéis todos, descansar na piscina. Talvez numa próxima vez.
(Daqui a umas semanas saem os posts de Los Angeles...)

quarta-feira, agosto 07, 2013

LV noite

 
Há sempre multidões de gente tanto de dia como de noite. Mas talvez mais grupos preparados para festas e bebedeiras de noite...
Muitos Brasileiros, Americanos, Japoneses, Chineses, Mexicanos... de todas as idades, não só jovens “inconscientes”, também famílias com miúdos e 3° idade, há diversão para todos os gostos!
E claro, há as capelas para casamentos rápidos, com o Elvis ou o tema que se quiser, em drive-in... depois anuncia-se o divórcio no jornal e se o cônjuge não responder em 30 dias, está consumado... o condutor do autocarro já viveu esse episódio :P
Fomos ver a parte velha da cidade, também de autocarro, a Freemont experience. Rua com a cobertura de luzes, música ao vivo, hotéis antigos, animação de rua e aspecto mais “chunga”. Perdi a oportunidade de experimentar uma bolacha oreo frita (no mesmo conceito estranho do chocolate mars frito, aberrações, mas por acaso o gelado frito do restaurante chinês até é bom...)
É maravilhoso passear de noite em chinelos e manga curta, os 40 baixam para 30 e muitos graus, agradável para passear na baixa/strip, todos os hotéis ficam iluminados, cheios de festas e espectáculos diversos.

terça-feira, agosto 06, 2013

LV maluquices

Las Vegas é uma cidade para maluquices... jogar no casino, beber álcool, festas de todos os tipos, despedidas de solteiro, compras, mascarados na rua (Michael Jackson, Elvis, do filme Hangover, Guerra das Estrelas, Marilyn Monroe, etc etc, para tirar fotografias e contribuir), torres para vista de 360 graus, um mundo de fantasia.
Há as réplicas da Torre Eiffel, de edifícios de NY, as gôndolas de Veneza, o vulcão do Mirage, as fontes do Bellagio, as cascatas do Wynn, jardins internos, música ao vivo (3 pianistas em simultâneo!), os espectáculos de variedade de todos os tipos.
É impressionante a quantidade de alojamento que existe e a construção em curso...
Com mais um dia lá teria visto mais hotéis, como o Mandalay Bay com o aquário e tubarões lá dentro, e mais espectáculos, como o David Copperfield no MGM.

segunda-feira, agosto 05, 2013

LV compras

Para além de visitar hotéis, pode-se ver lojas, aka, fazer compras... Quase tudo é mais barato e há sempre saldos em todas as lojas, um cantinho com preços ainda mais convidativos.
Para além de lojas dentro dos hotéis, há centros comerciais, como o Fashion Show Mall, e depois os outlets, North e South. Fomos ao North, onde dentro das lojas está muito frio, e cá fora muito calor, mas têm uns dispersores de água/ vapor para aliviar. É uma questão de se ver o orçamento, espaço e peso na mala, depois há compras para todos os gostos e valores...
Las Vegas é um bom sítio para compras, mas também o era São Francisco e foi Los Angeles :)

sexta-feira, agosto 02, 2013

LV dia

Inúmeros filmes mostram os hotéis de Las Vegas, por isso parece que já os conhecemos, ouvimos falar...
Bellagio, Venetian, Wynn, Mirage, Paris, New York, Treaure Island, Palazzo, Caesers Palace, MGM, Mandalay Bay, Stratosphere...
Entramos num, passamos para o seguinte, por corredores, tapetes rolantes... casinos, lojas, ar-condicionado, grandiosidade, muitos turistas... (e muita oferta de cartões de entretenimento para meninas...)
Pode-se caminhar, mas também se pode apanhar o autocarro SDX/Deuce com bilhetes de 24h, que param nos hotéis e vão até aos Outlets ;)
Ir à wc ou beber água é muito fácil, todos os hotéis ou centros comerciais têm casas de banho de luxo, limpíssimas, gratuitas, há imensos bebedouros, fontes e também quem “dê” água na rua, com pedido de doação da quantia que se quiser...

quinta-feira, agosto 01, 2013

LV Canyon

No dia seguinte, alvorada às 5 e picos, vieram-nos buscar às 6h30 (até saímos antes da hora) ao hotel. Procedimentos de check-in, pagamento da tour, deram-nos bolinhos e café/chá, mais garrafa de água, autocolante do autocarro e siga para o GrandCanyon!
Também não foi fácil escolher um tour, North, South, West Rim, que companhia... lá decidi pelo South Rim com a Grand Canyon Tour Company, depois de muitas consultas on-line.
Estáva a acontecer um daqueles incêndios monstruosos na Califórnia, embora longe, mas chegava a nuvem de fumo, ou pelo menos assim o dizia o condutor. Deixámos o estado de Nevada e entrámos no Arizona. Passámos o lago Mead, outrora cheio de vida, turistas, actividades aquáticas... mas com a crise está agora solitário sem ninguém... Passámos o black canyon (Colorado!), parámos num sítiozeco onde nos queriam impingir hamburgers e batatas fritas, às 9 da manhã?? Depois em Williams para almoçar, era bom, buffet com toque mexicano, comida boa. Fizémos parte da famosa Route 66! Não consegui apanhar foto do símbolo na estrada, pena. Captei alguns sítios parados no tempo, como se estivéssemos nos anos 50.
Parámos em Mather Point cerca de 1h. Um calorzito... mas soube bem caminhar ao longo do percurso sinalizado e admirar a grandiosidade deste pedaço de natureza cheio de marcas do tempo. Por ser tão grande, mesmo que se caminhe qb numa direção, a paisagem não muda muito... talvez melhores ângulos para fotografar... vê-se o rio Colorado lá em baixo, tinha levado binóculos para este dia.
Muitos esquilos, grandes e sem medo, mas poderia haver cobras, cabras, leões, veados... é um parque natural enorme.

Depois fomos até Bright Angel onde ficámos mais 1h a apreciar a vista.
Quase sempre “a correr”, percurso de regresso por outros caminhos, deu para ver a barragem gigantesca Hoover. No entretanto dava para ver filmes, dormir...
No total foram cerca de 950km... mas desde que nos foram buscar até que nos deixaram no hotel (com as outras paragens para os outros hotéis) foram 15h, um dia muito comprido!! Também podia ter sido de helicóptero, mas seria... o triplo do preço pelo menos...
video
É muito bonito, vale a pena ver. Mas não sei se lá volto outra vez...