sexta-feira, março 25, 2011

Tot ziens UPC


Vim para Amesterdão para trabalhar na UPC. 3 anos e 2 meses depois vou mudar para a GC...
Dizer adeus a amigos e colegas custa sempre... Sei que vou conhecer novos amigos e colegas, mas...
Bem, no entretanto consegui uma semana de férias, vamos conhecer a GC!

quinta-feira, março 24, 2011

Passeio de bike

Está um dia bonito, vamos dar um passeio de bike?
Queres ir para… N-S-E-O? Vamos por aqui… barco/ferry, bora.
Esquerda ou direita?
Nem sempre a paisagem é bonita, mas há sempre caminho para bicicletas, nem sempre ao lado dos carros.

Passámos por Zaandam onde havia a casa do Czar Pedro e uma estátua, com legenda em NL e Russo.
Passámos por Zaanse Schans, o sítio dos moinhos, já lá estive em Maio 2008.

Parámos para descansar e comer umas bolachas. Os patos saíram de água e vieram logo pedir comida… oh patinhos, já chega, ide nadar para o lago, vá…

Continuámos e pelos caminhos de bikes e eventualmente encontrámos um mapa.

Começamos em Ams centro, o ferry foi em Hembrug, subimos por Zaandam até Wormerveer. Passa-se pela fábrica de cacau, impossível não sentir o cheiro... durante kms!
Passámos Wormer, Jisp, Neck e quase em Purmerend vimos finalmente placas para Ams, 16km… ainda! Fomos descend e passámos por Oostzaan e foi um desafio para encontrar outro ferry, que foi parar a Tasmanstraat… ah finalmente ruas conhecidas outra vez!

Foi um passeio sem rumo mas que durou cerca de 4h… já tinha muita fome…
Vimos muitos cavalos, burros e póneis, pássaros e patos, ovelhas e cabras, casas em aldeias ou vilas sem grande vida social, mas com jardins e espaço para descansar…

Para a próxima pesquisamos uma rota talvez mais interessante, mas é sempre bom arejar! Estava era um frio do caraças e as luvas deviam ter vindo, obg A por emprestares as tuas!

quarta-feira, março 23, 2011

Beady Eye @ Paradiso

Os Oasis acabaram há uns tempos, os manos Gallagher nunca se entenderam bem...
Agora temos os Beady Eye, +- o mesmo mas sem o Noel.

O Liam disse que não ia cantar músicas de Oasis porque não era o mesmo sem o mano... ahhh...
Bem, só há um cd, mas ainda tivemos direito a uma música nova.

O concerto foi muito bom, estava esgotado, cheio de holandeses gigantes, por isso tive de ir para os pisos superiores.
Deu para cantar e dançar, já há muito que não me divertia tanto num concerto.
Venham os próximos!

video

Amostra do Millionaire.
(Esqueço-me sempre que não posso virar a máquina para fazer filmes... cuidado com os torcicolos!)

segunda-feira, março 21, 2011

Glasvegas @ Sugar Factory

Os Glasvegas são de Glasgow, nem sempre se percebia quando ele falava para o público...

Concerto do Melkweg mas no Sugar Factory. Nunca os tinha visto ao vivo nem em vídeos. Não fiquei impressionada pela vestimenta do sr...
A baterista, era uma senhora!, tocava de pé... estranho, mas em nada afectava a sua performance cheia de energia.

video

Um bocadinho do Geraldine.
Foi pequeno, 1a vez que vieram à Holanda, não são muito conhecidos, não estava esgotado. Mas foi um bom concerto!

sexta-feira, março 18, 2011

Objectivo: Meia Maratona

Fiz mais de 10 mini-Maratonas, quase todas em Lisboa e a maioria na ponte 25 de Abril.
Também fiz a mini de Amesterdão e admirei amigos a fazerem a meia, todos conseguiram!

Há um ano completei 10km numa corrida.
Está decidido, já me inscrevi, este ano também quero acabar uma meia-Maratona!

Um dia faço o percurso de bicicleta para ter uma ideia...

O meu colega com muitas maratonas, meias-maratonas e afins nos pés, vai-me ajudar a delinear um plano de treino.
Ontem comprei uns phones para o ipod que não caem dos ouvidos quando corro. Já tenho a coisita na nike para os ténis e agora tenho noção da distância que corro.
Tenho 7 meses para treinar... o objectivo é acabar! Dentro das 3h, que é o limite técnico da organização, senão não há medalha para ninguém!
Voluntários? Para correr comigo, apoiar a meio do percurso ou para me ampararem na meta... :)

quarta-feira, março 16, 2011

Mais uma temporada


Renovei a assinatura da revista Time Out Amsterdam, fico mais uma temporada, ou assim é o plano actual.
Estas mini-letras estão no pátio do museu da cidade, são mais frágeis, não dá para sentar em cima :P
Ontem descobri outra cópia do tamanho normal no VondelPark, para além da localização habitual em frente ao Rijksmuseum/Museumplein.

sexta-feira, março 11, 2011

Sinais de Primavera

O pior já passou.
Já acordo e posso abrir as cortinas, já não preciso de acender a luz de manhã.
Já posso ir e voltar do trabalho sem as luzes ligadas na bicicleta.
Os dias estão a ficar maiores!!!

Na Costa da Caparica, cidade solarenga onde o céu é mais azul, a Primavera chega mais cedo, ou pelo menos as túlipas, plantadas com bolbos do mercado das flores de Amesterdão, já florescem há mais de 1 mês.

De resto... não tem havido motivo de posts... a ver se trato de conhecer novos restaurantes, e planeio a próxima viagem...

quarta-feira, março 09, 2011

Rock the Ballet - Carré


E se o ballet fosse menos sério e clássico? Com passos de dança ao som de músicas pop e rock de autores mais recentes?

Fica uma mistura engraçada e divertida, alegre ou mais séria consoante o tema escolhido, com U2, Coldplay, Michael Jackson, Queen, e mais.

Na segunda parte foi menos rock e mais alternativo, dança moderna, contemporânea. Havia também uma bailarina convidada.
No Carré até dia 12!

quinta-feira, março 03, 2011

Escalada


Fomos experimentar escalada no Klim muur, em Amesterdão.

Há paredes inclinadas para a frente, direitas, inclinadas para trás e com outros níveis de dificuldade...

Tivémos uma aula introdutória e foi bom sermos 3. Apesar de haver diferença de peso entre as meninas e o menino, não era superior a 25% e dão-se 2 ou 3 voltas à corda para criar alguma resistência e evitar que “voemos” se ele “cair”.

Também é bom podermos rodar e descansar os braços, quem subiu faz de backup enquanto o outro faz de suporte e tem de ter força nos braços para ir puxando (ao subir) ou dando corda (na descida).

Foi fácil aprender e fácil subir. Depois podem-se escolher níveis, de acordo com as cores das “pegas/apoios” e só tentámos níveis 4, os 5a/b/c e afins já eram mais difíceis.

Havia quem tivesse aquelas bolsinhas com pó para as mãos, quem subisse e descesse enquanto um de nós ainda subia...
E havia os mais experientes que subiam esta parede... a foto está torta, mas o (longo) cabelo (rasta, que lhe dava abaixo da cintura) marca a força da gravidade.

Que dor de braços... ou éramos nós que fazíamos força a menos nas pernas... mas bastava rir e perdíamos logo a energia e desistíamos.
Podíamos ter ficado até às 22h30, mas 2h depois já não tínhamos mais músculo para continuar... Foi muito giro!

quarta-feira, março 02, 2011

Restaurante Korea

A C. trabalha com Coreanos e já conhece um pouco a culinária deles, o suficiente para decifrar o menu e sugerir/explicar as opções.
Fomos no carro do M. até arredores de Amstelveen, há alguns no mesmo quarteirão, nem todos abertos para almoço ao Domingo.

Vê-se o menu e escolhem-se os pratos, paga-se esse preço e mais nada. O chá e as entradas são cortesia da casa.
Kim chi, muito tradicional, couve picante. Fatias de batata com especiarias, adivinho algo parecido com colorau/pimentão. Fatias de... um vegetal, não seria nabo mas parece grande demais para ser rabanete, era bom. Rebentos de soja. Cada um tem umas fatias de tofu temperadas.

Bulgogi special – Marinated beef grilled on hot iron plate

O-sam bulgogi – Spicy grilled pork with squids and vegetables

Dolsot bibimbab – Hot stone pot. Vem com carne, diversos vegetais, arroz e ovo.
Mistura-se tudo rapidamente e já o arroz está a colar-se à tigela de pedra que está muito quente. É bom, reconfortante. Mas como a tigela não arrefece rápido, tem de se ir mexendo para arrefecer e evitar que o conteúdo se cole na pedra.

Kal kuk su – Korean style hand made noodle soup with chicken and vegetables.

O restaurante estava cheio de Coreanos em família, o que indica que é uma boa referência para os “nativos”. Nós gostámos muito!

terça-feira, março 01, 2011

Milano – Leo da Vinci


Em busca da igreja de Sta Maria da Graça onde está o quadro “A última ceia” de Leonardo da Vinci.

Lá dentro, no pátio, estava uma exposição de desenhos originais de Leonardo da Vinci “Codex Atlanticus”. E naquele dia não se pagava, que sorte!

Então demos a volta à igreja, o quadro não estava ali.

Chegámos lá dentro e dizia “Sold out”. Ah... mas então não dá para ver... ah tem de ser só com marcação, está bem, não sabia. Não fiz o trabalho de casa... pensei que estava exposto num museu e se podia entrar e ver, como a Mona Lisa, por exemplo.

Pelo site... nunca teria dado, não marcámos o voo com tanta antecedência. Dias depois de lá ter estado iam abrir as vendas para... Maio!
Fica para uma próxima vez então...

Arrivederci e grazie!