sexta-feira, setembro 17, 2010

Olympia – Hip-Hop

Aula de Hip-Hop, nível beginner/intermediate.
Vamos desde já reforçar a palavra “Intermediate”…
Enquanto esperava, vi que a aula da semana passada de Jazz era igual, a mesma coreografia, dá margem para melhorar, mas suponho que mude ao fim de algum tempo?...
Também fui percebendo que a audiência para a aula ia ser muito Adidas, brincos de argolas gigantes e algumas calças descaídas, algum estereótipo que se aplica.
Bastante gente, pouco espaço para manobra. Música muito alta, fez-me falta os tampões de ouvidos que uso para os concertos (quando me lembro de os levar…).
Exercícios de aquecimento, isto toda a gente faz! Ou não… ai, tão rápido… tantos abdominais! Ufa, que dor… Mas foi divertido, já a roçar o difícil a acompanhar alguns passos/saltos.
Começa a aula, coreografia. Estamos a ir muito rápido… ou eu tenho muita dificuldade em decorar. Hã, como é que é?...
A música é sempre a mesma, ele recua para recomeçarmos nos mesmos passos, pedaços da dança. É calma, nada de batidas violentas, nada de passos de breakdance ou muitos saltos.
Mas bolas, não fui capaz de acompanhar mais que 1min seguido… esquecia, perdia a sequência, tudo muito rápido… para não falar da incapacidade de concretização dos passos, as “curvas” que o corpo devia executar… desisto… fico a ver um bocado, nem todos estão ao mesmo nível, também há quem se atrapalhe, mas claramente eu estou a destoar pela má performance… pronto, vamos lá tentar outra vez…
Não… não dá… :(
Outra tentativa, o prof faz mais devagar… ai, pronto, já perdi...
Nah… talvez um nível mais básico!
Piorou no fim da aula com grupos de 6 a fazerem frente a todos, o prof fazia a 1a vez, a 2a era sozinhas… na 2a sentei-me e recusei… que vergonha!
Foi penoso, vergonhoso, senti-me muito deslocada e pequenina… não é que este tipo de dança não seja para mim, era giro de fazer, mas era demasiado rápido, nível demasiado avançado!
Assim que acabou a aula fugi…

Ao pedalar para casa fui obrigada a lembrar-me do item… luvas…
De manhã já sinto frio ao sair do duche, ao abrir a janela, o aquecimento central já dispara, as mínimas já são de 9-10 graus…

E agora vou fugir para PT, 2a semana de férias do ano! E outro casamento, claro!

quinta-feira, setembro 16, 2010

Touch rugby

Rugby não é um desporto muito comum em PT. Lembro-me de ter uma aula de Educação Física no secundário, enquanto os rapazes jogavam futebol (o costume), as raparigas cumpriam o programa e tivémos uma aula de rugby, uma confusão…

A modalidade de touch é diferente, temporada de Outono, jogamos em equipas mistas, rapazes e raparigas, nada violento, em 2 jogos.
Estratégia, defender em linha, tocar no adversário e recuar 5m, colocar a bola no chão voluntariamente para evitar ser tocado… toques muito fortes levam aviso ou falta (eu levei um… coitado do rapaz que levou a minha “chapada” no ombro, falta de delicadeza minha…), também há foras de jogo.
Muita correria, cansamo-nos rapidamente, está-se em constante substituição com outros membros da equipa.

São 6 semanas, mas na próxima vou faltar… depois é esperar que não chova e que o frio não seja demasiado, já a noite cai muito mais cedo mas as luzes iluminam o estádio.
No final de cada jogo cumprimentam-se os adversários, parabéns, bom jogo, obrigada!

Botas de futebol, com pitons de borracha, aprovadíssimas! Até fui assim para casa… mas ficaram à porta porque estavam com uma certa dose de terra que não ia ficar bem com a minha alcatifa da sala…
É claro que os efeitos são de longa duração, correr rápido, arrancar, baixar para apanhar ou largar a bola… minhas ricas pernas :(

quarta-feira, setembro 15, 2010

Feira de livros e de comida


Cartazes de feira de livro? Sempre boa ideia! Há sempre livros em inglês, clássicos da Penguin e afins, trouxe mais uns amarelados para ler.

No caminho para a feira de comida percebemos que o tram não vinha, tinha caído uma árvore na rua… por onde tínhamos passado a pé 1h antes… nem sequer estava muito vento! Tivémos sorte!

Food night, anunciado no jornal Metro, uma rua com amostras de comida, cheirava bem, pena estarmos tão “cheias” das fatias de tarte. Ainda provámos uma bolas de peixe, a fazer saudades de pataniscas de bacalhau. Eram do Suriname, o sr perguntou se queria molho. É picante? A A. não gosta de picante. Não, só um bocadinho. Então ponha só numa… “só um bocadinho” para o sr do Suriname é um picante com um nível médio/elevado de tolerância para mim :D









E uma mistura biológica de Fair Trade, com tomilho e sementes de sésamo torradas, que se punha no pão previamente molhado em azeite… era uma delícia, mas achámos caro :(







PS: No caminho passámos no Mercado das Flores e comprámos bolbos de túlipas e outras flores. Está na altura de plantar, Setembro a Dezembro! A ver se pegam no jardim da Costa da Caparica e arredores!

terça-feira, setembro 14, 2010

De taart van m’n tante















Passa-se na montra da Taart van m'n tante e ficamos parados a ver os bolos exemplo, bonitos e muito trabalhados, ao estilo do “Cake Boss”, série de TV.



















Desta vez as donzelas foram comer uma fatia de bolo e tomar um chá.
Cada fatia custa quase 5eur… e a oferta é grande, a escolha não é fácil…
Decidimo-nos por um
Chocolate Bitch pie: "A rich bitch" Belgium chocolate chopped hazelnuts, roasted almonds, and a wild chocolate ganache coating! "Eat her before she eats you!"
Anne-Marie: A vanilla cake sprinkled with strawberry syrup, filled with a lightly sweetened strawberry cream. Crème au beurre and covered with a light pink marzipan en green chocolate dribbles.














Foi difícil acabar as fatias, muito açúcar já a correr no sangue… eram bons! Mas tinham de me pagar para comer a tacinha de chantilly que (felizmente) veio à parte no prato!
Pena serem tão caros, especialmente mandados fazer, os exemplos que têm para amostra de tamanhos têm a etiqueta a dizer 100eur. Um bolo, 100eur? (ou mais, claro) Sim, é muito bem decorado e tal… mas irra!!!

segunda-feira, setembro 13, 2010

Olympia - Pilates

Domingo de manhã, lá fui a bocejar para a aula matinal. Outra vez maioritariamente senhoras e vestidas de preto.
Tinha experimentado Pilates uma vez, com blocos, achei interessante. Desta vez teve bolas e elástico. Há exercícios curiosos, com equilíbrio, daqueles que nos fazem perceber que temos abdominais ou que é possível esticar as pernas muito acima depois de algum treino.
Mas não achei muito estimulante/divertido, é um bocadinho parado...
Engraçado aquecer as mãos (rodar cada dedo individualmente) e os pés (rodar cada dedo do pé, massajar a planta do pé em 3 zonas com o punho).
Vou continuar a experimentar outras aulas do calendário para depois escolher as preferidas.
Se tiver muito sono aos Domingos de manhã... há a aula de Jazz nivel básico a seguir. Vi um bocadinho da aula e deu para perceber que era mais simples que a que fui, que afinal de contas era nível beginners...
Importante manter o corpo em movimento!

sexta-feira, setembro 10, 2010

Brincos joaninha

Tenho muita coisa com joaninhas, mas ainda não tinha brincos!
Vieram de uma ilha grega, oferta da A.
Obrigada! Multumesc!

quinta-feira, setembro 09, 2010

Olympia - Jazz (beg)

1a aula, Jazz, nível inicial, estreia absoluta.
Sala grande, espelhos, música. Um rapaz e muitas raparigas, quase todas vestidas de roupa de ginástica preta, até me senti fora de contexto com a minha tshirt vermelha.
Chega o prof, não é problema não ter experiência, vou copiando e ele ajuda.
Começa a aula, felizmente em inglês. Raramente se vê alguém com capacidade de processar tanta palavra seguida em curto espaço de tempo... Sai-lhe tudo muito naturalmente, é impressionante.
Os exercícios de aquecimento demoram 40mins, ele diz que deve doer 2 a 3 dias... mas foi fácil e nada aborrecido, não pareceu custar... quer dizer, aldrabei um bocadinho na parte dos abdominais...
A música ajuda e motiva.
A coreografia... difícil de memorizar, apesar de ele fazer bocados, nós repetimos, depois colamos os bocados, depois dividimo-nos em grupos, para termos mais espaço na sala.
Se eu estivesse a ensinar alguém a cantar os "parabéns a você" em estrofes separadas... apesar de sabermos esta canção desde pequenos... acho que me ia baralhar facilmente... aliás, isso acontece quando pedem para traduzir para inglês, canto um bocado e traduzo... que baralhação!
Mas para o prof é tão natural que deve ser fácil... e claro que ele expressa muito melhor os movimentos, com comparações engraçadas de... imaginem que é a chuva a cair, que estão a abraçar um coração, que estão a levantar o pé para o senhor que vos tirou a mala...
Piruetas... fico logo tonta... parece tão simples e bonito mas... será das meias que não escorregam bem? :P
É giro, mas não consigo repetir em casa, só se tiver um filme para seguir.
Não pareceu que tivesse feito um esforço por aí além, mas sei que vai doer amanhã. A tshirt do prof estava completamente molhada...
Venha a próxima aula!

quarta-feira, setembro 08, 2010

Olympia – centro de dança




















Pronto, é verdade que é influência dos inúmeros episódios de SYTYCD, e da sabedoria infinita da A. sobre este programa nas várias edições internacionais, mas já dos tempos do Dança Comigo que tinha vontade de experimentar… Agora inscrevi-me!
No Amsterdam Dance Centre há um pouco de tudo, todos os dias em vários horários. Para além do Pilates, hei-de ir à Yoga Stretching. Depois vou querer saber como é modern jazz, jazz, street jazz, modern, classic, e já agora vai hip-hop! Tem vários níveis, vou experimentar os básico e beginners. Por isso não me vou meter em tap, lyrical jazz, jazz slow (mas afinal quantos tipos de jazz é que há??), breakdance nem devo precisar de jumps & turns. Salsas e mambos já experimentei nas férias e é algo que precisa de um parceiro compatível, e não me entusiasma por aí além. E flamenco ou sevilhanas também não me alegra.
Agora é escolher a primeira aula…

terça-feira, setembro 07, 2010

The Graduates – cabeleireiro

Obrigada TimeOut pelo corte de cabelo gratuito! :D
O anterior também tinha sido gratuito, e estava mesmo a querer cortar novamente.
A TimeOut tem sempre ofertas nas primeiras páginas, basta enviar email, nem sequer é preciso responder a perguntas ou inventar frases. E no meio de um dia stressante de trabalho, recebo email a dizer que tinha ganho um corte. Yuhu!!!

No "The Graduates" o objectivo não é fazer lucro, a ideia é proporcionar aos alunos formados, na B Academy, a experiência necessária para evoluirem e trabalharem nos cabeleireiros da gama seguinte da marca, onde os preços são bem mais caros e a localização é em zonas mais finas.
Por aqui paga-se 30eur pela lavagem, corte e secagem, uma pechincha nesta cidade! O serviço é simpático, jovem, bem disposto e atencioso.
O gerente, Floor, cabeleireiro experiente que coordena e supervisiona o serviço prestado a cada cliente, disse que tem senhoras que vêm de Groningen (200km!) de propósito para as mãos dele… a cada 6 semanas! Há cada maluca…

Ainda tive direito a vales de desconto para amigas, amostras de champô e amaciador, frasco de laca (não uso! quem quer?).
Quanto ao corte, é parecido com o anterior, parece tornar-se consensual entre cabeleireiros que é o que me fica bem… (não há foto, temos pena :P)
Hei-de voltar!

Ps: Ah, e se passado umas 2/3 semanas, o corte estiver a precisar de retoque, pontas mal cortadas ou assim, vai-se lá sem problema. Isto é que é serviço dedicado ao cliente!

segunda-feira, setembro 06, 2010

Rest Week – In de Keuken


O restaurante In de Keuken (na cozinha) prometia, críticas favoráveis, as expectativas eram altas. Mas…

Começou bem, éramos 8 e pedimos um prosecco (A., esta foto é mazinha mas a entrada no Adegga não tem foto!). Quando chegaram os 2 últimos tugas, o sr abriu outra garrafa só para encher os restantes copos. Um apontamento simpático, que não se reflectiu na conta no final!

Entrada que não constava do menu, peixinho, cavala com um molho de mostarda (acho), salmão com salada de pepino e gelado de menta (derretido). Ponto positivo.

Entrada oficial do menu: Buffalo ricotta gnocchi with radish and red shallot in stock of oxtail. É meio sopa de rao de boi, era bom mas não impressionou.

Prato principal: Black Angua steak with red pepper filled with vegetables, watercress pesto and sauce of chantarelles. Não perguntaram se queríamos bem ou mal passado mas o sr deixou à vontade quando serviu para quem quisesse mais cozinhado. Trocaram-se pratos e conseguiu-se agradar as preferências de cada um. Debate sobre o puré branco, era de “cenoura branca”, em inglês parsnip.

Sobremesa surpresa: Trufa de chocolate cozinhada em nitrogénio (azoto líquido).
As instruções era para se comer logo e sem partir. Frio, picava na língua, desfazia-se e era muito doce… estranho… diferente, mas nem por isso ficámos fãs.
Sobremesa oficial: Rhubarb, strawberry, white chocolate, Sambucca and Pistachio. Uma coisa muito complicada… a mousse de morango era muito boa, tinha pistachio a mais, crocante. A “esponja verde” seria um bolo com pistachio, a mousse verde talvez idem. No copo a espuma branca seria mousse de chocolate branco e era muito doce, tinha doce/puré de rubarbo e mais pistachio crocante.

Para o café, apesar de terem sido pedidos só 3 para uma mesa de 8, vieram 2 travessas de docinhos que eram uma maravilha. Nesta altura já ninguém tinha fome, mas as madalenas com laranja e canela eram tão boas que fomos provando. E depois os chocolates também tinham pistachio mas eram muito bons. Talvez não se possa classificar estes items simples de sobremesa, mas agradaram-nos mais que o prato complicado anterior.

O grande problema foi o serviço demorado, o tempo entre pratos era desesperante e tirava o apetite… num menu pré-definido em que não há alterações, sendo a última mesa da noite, ficou a má impressão pela lentidão da cozinha. Chegámos às 21h e saímos já passava das 00h… O restaurante tinha bom ambiente, decoração com livros de receitas e ingredientes nas prateleiras, e via-se a cozinha. Tinham o cuidado de servir primeiro as sras e depois os srs. Eram simpáticos, mas o tempo e lentidão deixou a má impressão…

sexta-feira, setembro 03, 2010

Rest Week - Mashua


Mais uma edição imperdível do Restaurant Week, 1a escolha, Mashua, “Peruvian Fusion”.

Entrada 1: cebiche mixto (uma maravilha)
mix of sliced fresh sea bass, prawns, squid and ink fish in ‘tiger milk’ – thin sauce of onions, celery, ginger and fish mashed in lemon juice – with fresh cilantroen

Entrada 2: piqueito variado (pode trazer a ementa outra vez? Estranho ficarmos baralhados com os ingredients e não ter a certeza do que estamos a comer, muito bom! A carninha da espetada era uma delícia!)
chilled potato tartlet yellow potato and chicken, skewer with roasted fillet of beef, marinated in sun dried peppers and pisco, mini red bean “tacu-tacu”

A vinhaça (A. este é para ti e para o Adegga, ainda não está lá! Ora bem… err, muito frutado, mas não muito doce, claro, pouco seco, bebeu-se que foi uma maravilha…)

Principal 1: cau cau de mariscos (muito rico, não consegui comer o arroz todo)
mix of seafood and loin of cod, potato cubes, peas, corn and mint, served with a crunchy rice ball

Principal 2: pepián de choclo con Costilla asada a dos tiempos (parecia que não tinha acompanhamento mas estava disfarçado no molho puré, o sabor da carne era uma maravilha)
loin rib of beef, double stewed in red wine, on soft purée of corn, chickpea and cashew nuts

Sobremesa: sorpresa del jefe (salada de frutas e … não sei mas era muito bom…)
chef’s surprise

E um Pisco Sour para terminar a degustação sul Americana.
Aprovadíssimo!

quinta-feira, setembro 02, 2010

Sail Amsterdam 2010

De 5 em 5 anos, este mega evento reúne centenas de embarcações, navios, de guerra e marinha mercante.

Na zona da Central Station, o porto acolhe os barcos em exposição, demorámos cerca de 3h a percorrer tudo a pé e sem visitar nenhum!

O fluxo constante de embarcações era impressionante, mas também assustador quando se ia nos barcos para as margens norte-sul e só se viam velas enormes a cruzar, é que os travões não são como na estrada nem ninguém assinala a marcha para os outros deixarem passar!

Já era fim de dia, não foi o melhor para as fotos seguintes.

Representação portuguesa com o Santa Maria Manuela, que só não visitámos porque chegámos 5 min atrasadas, mas não sabíamos ou teríamos apressado o passo.

Da marinha, o submarino HR MS Walrus e o HR MS Tromp.

Acabou por ser um bom timing porque vimos o fogo de artifício no local adequado.
Foi uma boa sessão, seguida de muitas palmas dos visitantes pedestres e muitos buzinões dos barcos em sinal de apreço.

Um bocadinho do espectáculo:
video

quarta-feira, setembro 01, 2010

Dança no Vondel

Durante a época de Verão, o Vondel tem uma agenda preenchida de actividades ao ar livre, concertos, dança, filmes. Ainda fomos a tempo de ver 2 peças de dança.

De KISS Moves - Fusion of all kinds of modern dance styles, including hip hop, jazz dance, classical dance, folk dance, and urban moves.

Scapino Ballet Rotterdam - One of the trendsetters in modern dance in the Netherlands.

video
A música tem muita influência, se for “agressiva” ou “desconfortável” faz com que a dança não seja agradável de ver.

Depois fomos com uma amiga a casa de amiga de amigo, sem conhecer... E era tuga, a L, há 3 anos por cá, a viver numa casa barco, com os patos e cisnes por vizinhos... havemos de ir comer a Chanfana ao restaurante tuga Portugália! (Que por sinal é o único que me falta conhecer da cidade!)


PS: O meu colega disse que fazia hoje 15 anos que começou a trabalhar. Ah, é 1 de Setembro... há 7 anos atrás estava eu de fatinho a começar na Deloitte!